Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Por maior concorrência no Atlético-MG, Jô preferiu Corinthians

Loading...

ESPORTES

Por maior concorrência no Atlético-MG, Jô preferiu Corinthians

- Atualizado em 19/10/2016 22:18

VICTOR MARTINS

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - No final de agosto o atacante Jô apareceu na Cidade do Galo. A presença do CT do Atlético-MG não era apenas uma visita aos antigos companheiros e muitos amigos que deixou nos três anos em que defendeu o clube mineiro. Sem espaço no futebol chinês, o jogador aproveitou a boa relação com a diretoria atleticana para manter a forma no semestre em que ficaria sem atuar profissionalmente. Mas além de treinar, Jô tinha o desejo de retornar ao Atlético, algo que não escondia de ninguém.

"A história que tive aqui foi muito grande, então neste período que estou aqui de férias, sempre encontro atleticanos. Na minha chegada hoje, muitos pediram a minha volta. E na minha chegada ao clube, revi funcionários e jogadores. A gente sempre pensa em voltar, não tem como não pensar. Deixo nas mãos de Deus, quem sabe mais para frente eu esteja voltando para vestir essa camisa maravilhosa", disse o atacante na época, em entrevista à TV Galo.

Porém, um mês após o Atlético abrir as portas para o atacante, Jô acertou o retorno para outro clube alvinegro, o Corinthians. E o clube mineiro tinha o interesse em repatriar o centroavante. Só que o período em Belo Horizonte fez o atacante pensar diferente. A concorrência que encontraria na Cidade do Galo pesou na decisão. Para jogar pelo Atlético, Jô disputaria posição com Fred e Lucas Pratto. Algo que o atacante não vai encontrar no Corinthians.

Nesta reta final do Brasileiro, por exemplo, até mesmo Guilherme já atuou na posição de centroavante. Gustavo e Angel Romero são as outras opções de Oswaldo de Oliveira. Ao dizer sim para o Corinthians, Jô também disse sim por mais minutos em campo do que teria em Minas Gerais. Da mesma maneira que Jô deu preferência ao Corinthians, o Atlético não disputou com o clube paulista a contratação do centroavante.

E por um motivo muito simples. O Atlético tem excesso de jogadores para a posição. Além de Lucas Pratto e Fred, o elenco atual conta ainda com Carlos, que apesar de ser escalado para atuar pelos lados do campo, começou a carreira como centroavante. São três opções para o técnico Marcelo Oliveira, que vai ganhar mais uma em 2017. Emprestado ao Figueirense, Rafael Moura deve ser aproveitado pelo Atlético no ano que vem.

Pelo Atlético, Jô disputou 127 partidas e marcou 39 gols, sendo um deles na final da Libertadores. Títulos foram cinco, dois Campeonatos Mineiro (2013 e 2015), uma Libertadores (2013), uma Recopa Sul-Americana (2014) e uma Copa do Brasil (2014). Com tantas conquistas e uma ótima relação, é possível que as histórias de Jô e Atlético voltem a se cruzar um dia. Mas não em 2017.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 08/12

ÂNGELO RODRIGUES, 70 anos

CALIFÓRNIA
ENACIR MARIA CARDOSO, 53 anos

JANDAIA DO SUL 08/12

MARIA DO ROSARIO DE SOUZA BORGES, 50 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60