Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Presidente do Palmeiras critica arbitragem confusa no Fla-Flu

Loading...

ESPORTES

Presidente do Palmeiras critica arbitragem confusa no Fla-Flu

- Atualizado em 14/10/2016 19:05

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Presidente do Palmeiras, Paulo Nobre faliu nesta sexta (14) sobre a confusão envolvendo a decisão da arbitragem no clássico entre Fluminense e Flamengo, que terminou com vitória do clube rubro-negro por 2 a 1. O dirigente admitiu a posição de impedimento no gol anulado da equipe tricolor, mas criticou a forma com que o árbitro Sandro Meira Ricci foi pressionado para voltar atrás na validação do tento. “O Palmeiras, desde o primeiro dia, se esforça muito para conquistar todos os resultados dentro de campo. Ninguém vai levar [o título do Campeonato Brasileiro] na mão grande. Se tiverem competência, meus parabéns, mas esse tipo de pressão não pode acontecer”, disse Nobre, em referência direta ao Flamengo, vice-líder do Nacional com apenas um ponto a menos que a equipe alviverde. “O Palmeiras é o único com 12 conquistas nacionais dentro de campo. Foi o primeiro a cair para a segunda divisão e voltar dentro de campo. Ontem, era um árbitro de calibre que estava apitando o jogo, experiente, um dos melhores que temos. Claro que o lance estava impedido, ninguém discute isso. Mas o auxiliar anula o gol, depois eles conversam e o Ricci valida o lance. Na sequência, ficam 13 minutos em uma ‘reunião de condomínio’ para voltar atrás. Era uma coisa para se resolver em 30 segundos. É brincadeira isso?”, criticou.

Nobre ainda falou sobre a possível utilização da tecnologia para a decisão do árbitro e aproveitou para cutucar o Superior Tribunal de Justiça Desportiva. “Não estamos no futebol americano, tênis ou vôlei, que possuem recursos que servem de auxílio para decisões. O futebol é assim, feito de erros e acertos. A Fifa proíbe isso e ontem foi claro que isso aconteceu. O lance só foi anulado por uma interferência externa. Isso é proibido. Tem que definir: pode ou não pode ajuda externa? Se puder, pode para todo mundo. Se não puder, não pode para ninguém. Será que o STJD vai ser pronunciar sobre isso?”, indagou. “Não vamos admitir esse tipo de coisa. Infelizmente, estão usando dois pesos e duas medidas. O Palmeiras foi prejudicado em seis ou sete partidas no começo da competição, mas sabemos que não existe árbitro mal-intencionado, existem erros que acontecem com todo mundo”, declarou.

O dirigente também comentou as críticas ao América-MG, que vendeu o mando do jogo contra o Palmeiras para Londrina (PR), local em que a torcida palmeirense é muito mais numerosa que a da equipe de Belo Horizonte. “E a pressão que fizeram sobre o América-MG por ter vendido o jogo? O América-MG tem o direito de fazer isso. Mas quem está criticando também se esquece que o Santos também vendeu o jogo para uma praça só com flamenguistas na partida contra o próprio Flamengo. Temos que ter a mesma regra para todo mundo”, disse.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 08/12

ÂNGELO RODRIGUES, 70 anos

CALIFÓRNIA
ENACIR MARIA CARDOSO, 53 anos

JANDAIA DO SUL 08/12

MARIA DO ROSARIO DE SOUZA BORGES, 50 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60