Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

WTorre cede e retirará placas do Allianz Parque na Libertadores

Loading...

ESPORTES

WTorre cede e retirará placas do Allianz Parque na Libertadores

GUILHERME SETO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A WTorre, construtora e administradora do Allianz Parque, estádio do Palmeiras, decidiu ceder às exigências da Conmebol e retirará placas de publicidade do local para as partidas da Libertadores. Na quinta-feira (3), o time paulista enfrentará o Rosario Central (ARG) em sua primeira partida em sua casa no campeonato.
Segundo a reportagem apurou, placas com o nome da arena e de seus patrocinadores serão substituídas por outras, que terão apenas o logotipo do local.
Reportagem da Folha de S.Paulo revelou que o Palmeiras poderia ter que disputar a competição em outro estádio caso as placas não fosse retiradas. A Conmebol avisou os clubes que os estádios da Libertadores não podem exibir marcas de seus patrocinadores para não atrapalhar a publicidade das empresas ligadas à entidade.
Essa determinação aparece no manual de direitos de patrocínio entregue por ela aos times participantes.
No dia 2 de fevereiro, uma comitiva da Conmebol fez uma visita técnica ao Allianz.
Durante a caminhada pelo estádio, os executivos da entidade alertaram que as placas da seguradora teriam que ser cobertas por causa da transmissão pela TV.
É o mesmo problema do primeiro jogo do Brasileiro-2015, quando houve conflito após emblema e letreiro da Allianz terem sido cobertos por orientação da Globo, dona dos direitos do Nacional.
Nesta sexta-feira (26), nas próximas horas, a construtora divulgará comunicado em que oficializa sua decisão.
LEIA A ÍNTEGRA DO COMUNICADO
"A casa do Palmeiras está de portas abertas.
É inegável o espaço que a Copa Libertadores da América conquistou nos últimos anos junto à torcida brasileira. Quem ergue o magnífico troféu ganha também o cobiçado passaporte para enfrentar os melhores times do mundo, normalmente nos gramados japoneses.
A caminhada do Palmeiras rumo a este objetivo começou no dia 3 de dezembro de 2015 com a já histórica conquista da Copa do Brasil. O próximo capítulo se escreve agora, dia 3 de março, quando o Palmeiras entra em campo para receber os argentinos do Rosário Central.
A Libertadores --e tudo a que ela dá direito-- é grande demais para que o Palmeiras tenha outra preocupação que não o esquema tático de jogo. Se o fator casa faz diferença em qualquer disputa, imagine-se o peso que não tem o Allianz Parque nesta longa e difícil caminhada? Por outro lado, o torcedor palmeirense acostumou-se a uma casa de alto padrão. Não os condenaríamos a voltar aos tempos de banheiros químicos, quando eles têm o Allianz Parque e todo o conforto e modernidade que ele oferece.
Tanto WTorre entende que o que está em jogo é muito mais que atender ou não às demandas impostas por quem hoje se diz dono do jogo.
A pedido do Palmeiras, WTorre e Allianz, que batiza a nova casa palmeirense no mais longo contrato de naming rights do País, abrem mão de fazer valer seus direitos. E o fazemos por dois motivos primordiais: primeiro porque, como dissemos em nosso manifesto anterior, não há neste país, quem não saiba o que significa o nome Allianz Parque ou desconheça o seu endereço. Segundo porque também somos torcedores e entendemos a importância da disputa se dar na casa do Palmeiras. Estamos dando valor a quem gera valor.
Eliane Sobral
Diretora de Comunicação e Relações Institucionais do Grupo WTorre"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 23/02

JOÃO DA ROCHA GREGORIO, 68 anos

BOM SUCESSO 23/02

MARIA APARECIDA DA SILVA, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1905 · 21/02/2017

29 35 43 54 56 57