Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Fifa reduz punição de Blatter e Platini por 'serviços prestados ao futebol'

Loading...

ESPORTES

Fifa reduz punição de Blatter e Platini por 'serviços prestados ao futebol'

SÉRGIO RANGEL, ENVIADO ESPECIAL
ZURIQUE, SUÍÇA (FOLHAPRESS) - O Comitê de Apelação da Fifa reduziu a suspensão de Joseph Blatter, ex-presidente da entidade, e Michel Platini, ex-mandatário da Uefa, de oito para seis anos de qualquer atividade relacionada ao futebol. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (24).
De acordo com a Fifa, "o Comitê de Apelação considerou que os serviços prestados por Platini e Blater para a Fifa e a Uefa e ao futebol em geral ao longo dos anos merecem reconhecimento apropriado como fator atenuante".
Com a suspensão, os dois dirigentes não vão poder participar da eleição da Fifa nesta sexta (26). Platini apoia o suíço Gianni Infantino, ex-secretário geral da Uefa. Os cartolas só voltarão a trabalhar com o esporte em 2021.
Blatter, 79, e Platini, 60, foram suspensos inicialmente por oito anos em dezembro de 2015 pelo Comitê de Ética da Fifa que os considerou culpados de "conflito de interesses" e de "gestão desleal". Platini deve pagar ainda uma multa de 74 mil euros (R$ 320 mil), maior que a multa atribuída a Blatter, fixada em 46.295 euros (R$ 200 mil). Os valores foram mantidos. Os ex-dirigentes ainda podem recorrer da suspensão no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).
A investigação que resultou no banimento teve início após decisão do procurador-geral suíço de iniciar procedimentos criminais contra Blatter pelo pagamento de 1,8 milhão de euros (R$ 8,3 milhões) em 2011 a Platini. Os dois dirigentes afirmam que o pagamento do valor ocorreu como remuneração de um trabalho de Platini prestado à Fifa em 1998. Não há, porém, contrato escrito entre a entidade e o dirigente francês.
A Procuradoria também está investigando a indicação das Copas de 2018 e 2022 para a Rússia e Qatar, respectivamente.
Nesta sexta, cinco candidatos vão disputar a eleição na Fifa. O suíço Gianni Infantino e o presidente da Confederação de Futebol da Ásia, Salman bin Ebrahim Al Khalifa são os favoritos. Além deles, o (secretário-geral da Uefa), Jérome Champagne, ex-secretário-geral adjunto da Fifa, o príncipe da Jordânia, Ali bin Al-Hussein e o sul-africano Tokyo Sexwale disputam o pleito

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 21/02

CARLOS FRANCISCO DA SILVA, 57 anos
JECYR MASTRO, 91 anos
DULCINEIA RODRIGUES, 37 ANOS
MARIA DE FÁTIMA DA SILVA, 63 ANOS

IVAIPORÃ
ADON SCHMIDT DE OLIVEIRA, 63 ANOS

JANDAIA DO SUL 21/02

GERALDA GARCIA DE OLIVEIRA, 74 anos
CARLOS ORTIS SANCHES, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1904 · 18/02/2017

12 15 18 21 51 56