Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Tribunal rejeita pedido do Príncipe Ali para adiamento de eleição na Fifa

Loading...

ESPORTES

Tribunal rejeita pedido do Príncipe Ali para adiamento de eleição na Fifa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), na Suíça, rejeitou o pedido do príncipe jordaniano Ali bin al Hussein para adiar as eleições previstas para sexta-feira (26). Ele é um dos cinco candidatos à presidência da Fifa.
"Eu lamento que o sistema tenha nos desapontado. O único aspecto positivo da decisão de hoje é que a eleição irá caminhar como planejado, com a mídia acompanhando de perto cada movimentação e evidências de alguém que queira fotografar a cédula", declarou Ali bin.
O pedido havia sido motivado pelo fato de que "a Fifa se opôs à petição de procedimento acelerado" do príncipe Ali para a instalação de cabines de votação transparentes.
O príncipe jordaniano concorreu com Blatter à presidência da Fifa em maio de 2015. Ele conquistou 73 votos após o primeiro turno, mas abriu mão da disputa -Blatter recebeu 133.
Além de Ali bin al Hussein, outros quatro candidatos concorrem à presidência da entidade nesta sexta-feira: o suíço Gianni Infantino (secretário-geral da Uefa), Jérome Champagne, ex-secretário-geral adjunto da Fifa, o sul-africano Tokyo Sexwale e o presidente da Confederação de Futebol da Ásia, Salman bin Ebrahim Al Khalifa.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias