Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Custo de arenas olímpicas chega a R$ 7 bi; documento segue ocultando gastos

Loading...

ESPORTES

Custo de arenas olímpicas chega a R$ 7 bi; documento segue ocultando gastos

ITALO NOGUEIRA E LUCAS VETTORAZZO
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O custo para construção de arenas da Olimpíada chegou a R$ 7,08 bilhões, mostra a 4ª atualização da Matriz de Responsabilidades divulgada nesta sexta-feira (28) pela APO (Autoridade Pública Olímpica).
Houve um aumento de R$ 408,1 milhões em relação à última atualização, feita em agosto. A variação se deve principalmente à inclusão da locação de geradores para energia temporária, adequação de outras instalações elétricas.
Contudo, o documento segue não incluindo gastos de aproximadamente R$ 500 milhões, todos feitos exclusivamente em razão dos Jogos. É a mesma prática revelada pela Folha de S.Paulo em agosto, quando foi feita a 3ª atualização.
Os itens 'secretos' incluem até um local de competições. A construção do pavilhão 6 do Riocentro, local de competições de boxe, não consta da Matriz apesar de já estar sendo erguido desde setembro.
Os gastos olímpicos fora do documento também incluem o custeio da APO e da EOM (Empresa Olímpica Municipal), a desapropriação de imóveis da favela Vila Autódromo, feita para a construção do Parque Olímpico.
A Matriz incluiu, com atraso, a montagem das arquibancadas do Engenhão, e dos centros olímpicos de Esportes Aquáticos e Handebol. O projeto fala ainda em "outros itens" não detalhados.
O documento, lançado em 2014, se propôs a descrever todos os gastos feitos exclusivamente em razão da Olimpíada, tais como arenas -gastos que não seriam feitos se os Jogos não viessem para o Rio.
Além de tornar os gastos transparentes, a Matriz serve como orientador na fiscalização dos órgãos de controle, como o TCU (Tribunal de Contas da União).
CUSTO TOTAL
A Matriz de Responsabilidades descreve os gastos apenas com arenas e estruturas de apoio a elas, como energia elétrica.
O custo total da Olimpíada inclui também a operação dos Jogos, incluso no orçamento de R$ 7,4 bilhões do comitê organizador, e as obras de legado, que somam atualmente R$ 24,6 bilhões.
Somados, o custo vai a R$ 39,07 bilhões. Contudo, ainda não estão computados os gastos a segurança dos Jogos, que ainda não foram fechados. Estimativas apontam para uso de R$ 1 bilhão para o setor.
O dossiê de candidatura do Rio de 2009, base para a escolha da cidade como sede dos Jogos, previa gastos de R$ 28,9 bilhões -considerando a inflação do período, equivale a R$ 45 bilhões.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

APUCARANA 05/12

YOSHIMATSU NIKI, 99 anos

SULINA ANTONIA DA SILVA, 82 anos

JOSE BECEL, 80 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41