Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Escritor apucaranense se destaca no quadro Facebullying

Loading...

COMÉDIA

Escritor apucaranense se destaca no quadro Facebullying

Caio Silva de 27 anos ganhou fama instantânea após participar do quadro Facebullying do comediante Maurício Meireles. Em dez dias, o episódio intitulado como “O poeta” já atingiu mais de 515 mil visualizações no canal do artista no Youtube. Silva é o segundo apucaranense a a participar do quadro. Clique aqui e assista o vídeo completo.

Escritor, poeta e estudante de psicologia, Caio que acaba de lançar seu primeiro livro, Caos em meio à calma, participou do quadro gravado em setembro deste ano, no Teatro Cristal, em Londrina, no entanto o episódio foi ao ar somente na terça-feira (08/11).

O apucaranense que já acompanhava o trabalho do comediante ficou animado com a possibilidade de participar do quadro, quando soube que Maurício viria para a região. “Pensei em assistir e também aproveitar para tentar divulgar meu livro”, afirma ele que já ensaiava a ideia de promover também seu trabalho.

“No dia foi uma correria, o carro deu problema, achei que não ia chegar a tempo, conta o escritor que conseguiu estar no teatro no horário marcado e subiu ao palco para tentar sua chance. “Ele (Maurício) chama as pessoas que gostariam de participar ao palco e faz uma mini entrevista. Por sorte, fui o escolhido através da plateia”.

Caio dividiu a preferência do público com outras seis pessoas e se garantiu na base da piada. Bastante descontraído ele se apresentou, brincou, fez gracinha e ainda divulgou seu livro. “Deu mais certo do que eu pensava, porque eu nunca imaginei que a brincadeira seria em cima do livro. Me surpreendeu completamente”, comemora.

Durante o episódio, o comediante assume o Facebook do participante e se passa por ele. Fingindo ser o apucaranense, Maurício se aproveita do contexto artístico e da obra do escritor para “causar” na rede social. “Ele falou com outros escritores, com o criador da capa do meu livro, a responsável pela sinopse, escreveu comentários no Facebook de outras pessoas e em grupos sobre poesia”, relata Caio, que depois teve que contornar a situação.

“Teve gente que me excluiu, bloqueou, xingou. Eu tive que explicar que era brincadeira, mas terminou tudo bem”, se diverte o poeta que também revela que duas pessoas não o aceitaram de volta na rede social. “Elas não falaram mais comigo”.

Por outro lado, muitas outras solicitações não param de chegar. De acordo com ele, até mesmo desconhecidos estão pedido para segui-lo no Facebook, comentando seus vídeos e até mesmo pedindo para comprar seu livro. “A parte mais legal foi que muitas pessoas me buscaram pra conhecer meu trabalho e adquirir minha obra. O objetivo final deu certo.”, comemora.

Apucaranense começou a escrever em 2005 ainda na escola. (Foto - Caroliny Frizo)

Biografia
Caio Silva é de Apucarana, norte do Paraná. Acadêmico do 5º ano de Psicologia. Compositor, escritor, músico e poeta. Começou a escrever ainda na adolescência e de lá para cá, seus escritos foram publicados na internet, em jornais, revistas, antologias, zines.

“Teve início na época do colégio, quando uma professora leu uma poesia minha e chamou a atenção de toda sala. Todos gostaram e ela perguntou se eu tinha mais material e me sugeriu um pseudônimo, para que durante todo aquele ano, eu colocasse semanalmente, uma poesia no mural da escola. Isso que me incentivou”, revela ele que em 2016 lançou seu primeiro livro: Caos Em Meio à Calma. 

A obra com 64 páginas traz poesias sobre os mais diversos assuntos; amor, tristeza, arte, vida, cotidiano. “Queria fazer uma obra sobra tudo aquilo que a gente vive. Busco causar reflexão nas pessoas”.

Apaixonado por música, algumas de suas canções, que nasceram na poesia, também estão presentes no livro. O apucaranense tem feito apresentações no formato voz e violão por todo o circuito local de saraus e festivais de música desde 2014. 

Primeira obra do escritor foi lançada em 2016. (Foto - Reprodução)

Sinopse

De queixas e arroubos, transtornos de homem da cidade e musicalidade esse poeta, Caio Silva, faz versos. Não ama o sexo, mas a musa, e tempera sua poesia com pitadas de bom humor. 

São versos simples, de homem simples, percebedor das coisas invisíveis, às quais dá voz e descreve, deixando-se notar a visão de um homem sensível a problemas, sonhos e impressões de um jovem que, imbatível e otimista, avança para o futuro sem medo mas com a resignação de que um dia vem após o outro e que a vida avança, sonhos vêm e vão, pessoas também, mas a vida fica, e com ela a oferta de soluções, definições e novos objetivos. 

A poesia de Caio Silva tende para as rimas e versos curtos, característica que o leva a praticar uma musicalidade toda própria. Sua capacidade de sintetizar sentimentos em pequenos e curtos poemas faz destes os seus melhores.

Sem separações ou tópicos, os poemas têm a ordem que imita a vida, que é abundante no livro: cada página é diferente e causa surpresa, conservando, sempre, um modo contínuo, altivo de caminhar 'cantando e seguindo a canção'.
(Ana Maria Humeniuk)

Serviço:
O livro pode ser adquirido diretamente com Caio Silva, através das redes sociais no facebookinstagram, twitter ou no blog. E também pelo e-mail caioscontato@gmail.com.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

28/02/2017 - 07h57

OBITUÁRIO

MARUMBI 28/02

VALDIR RIVELINI, 58 anos

APUCARANA 28/02

GABRIEL BENEDITO REIS DE OLIVEIRA, 20 anos 
GERALCINO GUIMARÃES DE SOUZA, 74 anos 
NATIMORTO, 0 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1907 · 25/02/2017

03 25 35 38 44 48