Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Debaixo da chuva mais forte, Stones fazem melhor show no Brasil

Loading...

ENTRETENIMENTO

Debaixo da chuva mais forte, Stones fazem melhor show no Brasil

THALES DE MENEZES, ENVIADO ESPECIAL
PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) - No quarto e último show da fase brasileira da turnê latino-americana Olé 2016, os Rolling Stones fizeram na noite de quarta (2) em Porto Alegre seu show mais empolgante no Brasil. Nessa comparação estão incluídas as apresentações nas visitas anteriores da banda inglesa, em 1995, 1998 e 2006.
Nas outras cidades desta turnê, Rio e São Paulo, uma chuva fina caiu em todas as noites, pelo menos em uma parte do show. As cerca de 60 mil pessoas que foram ao estádio Beira Rio tiveram de encarar uma chuva pesada, que começou logo na primeira música, "Jumpin' Jack Flash", e foi aumentando de intensidade nas duas horas e dez minutos de show.
No entanto, ficou claro que os Stones respondiam com mais gás a cada canção. Mick Jagger e os guitarristas Keith Richards e Ronnie Wood cantavam e tocavam debaixo de muita água. Insistiam em percorrer a passarela que adentrava pelo público, ficando encharcados várias vezes durante a noite.
Eles trocavam constantemente de camisas, mas a partir da metade do show isso nem adiantava. O habitual topete "pica-pau" de Wood desapareceu, com seu cabelo grudado na cabeça de tão molhado.
Na parte final do show, Jagger trocou duas vezes seu paletó por capas de chuva, sem muito efeito. Os fãs, vendo os ídolos se molharem tanto ou mais do que eles, responderam com um entusiasmo surpreendente.
Ajudou muito a banda ter mostrado ali o repertório mais afiado dos escolhidos para o Brasil. Depois de "Let's Spend the Night Together", eleita pelo público na internet a canção para complementar o set list (interatividade repetida em todos os shows), os Stones construíram um bloco matador dos anos 1960, tocando em seguida "Ruby Tuesday", "Paint It Black" e " Honky Tonk Women".
Mais do que nos shows prévios, a banda distribuiu sorrisos e gargalhadas no telão. Os roqueiros setentões pareciam meninos se divertindo na chuva. Jagger e Richards se abraçaram várias vezes no palco.
O show chegou ao fim com alto astral e a fileira incomparável de hits, fechando com "Gimme Shelter", "Start Me Up", "Sympathy for the Devil", "Brown Sugar", "You Can't Always Get what You Want" e "(I Can't Get No) Satisfaction", debaixo de um temporal.
Na saída do estádio, muita confusão para deixar a área, ainda com chuva forte. Mas todos estavam alegres, após testemunharem o talvez último show da banda no Brasil. O baterista Charlie Watts, 74, parece estar cansado demais da estrada.
Se os Rolling Stones não voltarem mais, valeu muito terem feito seu melhor nessa possível despedida.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

MARUMBI 28/02

VALDIR RIVELINI, 58 anos

APUCARANA 28/02

GABRIEL BENEDITO REIS DE OLIVEIRA, 20 anos 
GERALCINO GUIMARÃES DE SOUZA, 74 anos 
NATIMORTO, 0 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1907 · 25/02/2017

03 25 35 38 44 48