Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Fãs pagam até R$ 70 por camiseta dos Rolling Stones em dia de show no Rio

Loading...

ENTRETENIMENTO

Fãs pagam até R$ 70 por camiseta dos Rolling Stones em dia de show no Rio

ISABELA DIAS
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - As famosas camisetas com a língua que é marca registrada dos Rolling Stones já circulavam entre turistas e cariocas na orla de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, desde a última quarta-feira (17), quando a banda inglesa desembarcou na cidade.
Mas quem deixou para a última hora para garantir o figurino do show que acontece na noite deste sábado (20) teve que pagar mais caro. "O preço é R$ 70, mas eu faço por R$ 50. É queima de estoque, só tenho mais 20 desse modelo", alardeava uma vendedora às interessadas em uma camiseta feminina com aplicações nas cores vermelho e azul.
O valor, no entanto, não desencorajou a mineira Tatiana Valadão, 30, de Formiga. "Eu consegui um desconto, ela fez por R$ 40 para mim. Valeu a pena porque essa camisa é diferenciada, mais bonita."
Até por volta de 13h, apesar dos gritos de "Mick Jagger" e "Stones" que ecoavam da pequena multidão na calçada diante do hotel Copacabana Palace, os músicos ingleses ainda não haviam aparecido.
Na noite de sexta-feira (19), às 23h15, o guitarrista Keith Richards, o preferido de muitos fãs entre os membros do quarteto, apareceu na sacada da varanda do penúltimo andar do hotel e acenou timidamente para aqueles que ainda resistiam de plantão.
O argentino Mauro Cremaschi, 32, de La Plata, ainda esperava ter a chance de ver o ídolo na manhã deste sábado.
"Eu estive nos shows em Santiago, La Plata, Londres, Madri e agora no Rio e não me canso. Não tem como explicar. É paixão, tão simples quanto isso", disse o estudante, a paixão marcada na pele na forma de três tatuagens em homenagem à banda.
Nas mãos, ele segurava a biografia de Keith Richards e o CD "I Feel Like Playing", de Ron Wood, na esperança de conseguir um autógrafo.
Pelo terceiro dia consecutivo, Julian Luis Fagundes, de Porto Alegre, também aguardava por um sinal dos Rolling Stones, mas ainda não teve sorte.
Resignado, ele espera ao menos chegar cedo ao Maracanã para tentar ver de perto o quarteto. "Quero ir 14h para o estádio, mas estou com medo do sol na fila porque os portões só abrem às 16h."
A banda se apresenta a partir das 21h30 deste sábado. Depois do Rio, segue para São Paulo, onde toca no Morumbi na quarta (24) e no sábado (27), e encerra a perna brasileira da turnê com um show no Beira Rio, em Porto Alegre, no dia 2/3.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias