Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Spike Lee anuncia boicote ao Oscar por falta de atores negros entre indicados

Loading...

ENTRETENIMENTO

Spike Lee anuncia boicote ao Oscar por falta de atores negros entre indicados

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Diretor de "Malcom X" e "Faça a Coisa Certa", ambos sobre conflitos raciais nos Estados Unidos, e homenageado com um Oscar honorário em novembro do ano passado, Spike Lee anunciou nesta segunda-feira (10) que não irá à premiação deste ano.
O boicote é um protesto contra a falta de negros entre os indicados nas categorias de atuação.
Este é o segundo ano consecutivo que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas não inclui atores negros entre os concorrentes ao prêmio. Na semana passada, quando foi divulgada a lista de nomeados deste ano, a hashtag #OscarsStillSoWhite (Oscar ainda muito branco) ganhou força nas redes sociais.
"Nós não podemos apoiar isso", escreveu o cineasta em um texto publicado no Facebook. "Como é possível, pelo segundo ano consecutivo, todos os 20 candidatos nas categorias de atores serem brancos? E não vamos nem entrar em outros ramos. Quarenta atores brancos em dois anos e nenhuma personalidade. Não podemos atuar?"
A atriz Jada Pinkett Smith ("O Professor Aloprado") também anunciou, nas redes sociais, que irá vai boicotar a premiação. "Nós somos dignos e poderosos, não vamos esquecer isso", diz, em vídeo. Seu marido, Will Smith, era um dos cotados à indicação de melhor ator por "Um Homem Entre Gigantes", mas não entrou na lista.
BATALHA REAL
No texto que publicou nas redes sociais, Lee diz que a "batalha real" pela diversidade no cinema não é contra a postura da Academia, mas sim dos escritórios executivos dos estúdios de Hollywood, das TVs e das redes de televisão a cabo, que realizam os projetos.
"É mais fácil para um afro-americano ser presidente dos EUA do que presidente de um estúdio de Hollywood", afirma.
Se em anos anteriores nomes como Lupita Nyong'o, Mo'Nique, Octavia Spencer, Forest Whitaker e Denzel Washington se sagraram vencedores no Oscar, no ano passado a omissão do ator David Oyelowo e da diretora Ava DuVernay, ambos de "Selma: Uma Luta Pela Igualdade", levou à criação da hashtag #OscarSoWhite (Oscar muito branco).
Neste ano, "Straight Outta Compton", longa sobre a cena do rap dos anos 1980, e "Creed: Nascido Para Lutar", retomada da franquia "Rocky" com o filho de Apollo Creed como protagonista, foram quase ignorados por completo.
Quase, pois "Compton" foi lembrado pelo roteiro, assinado por quatro escritores brancos, e "Creed" por Sylvester Stallone como coadjuvante - Michael B. Jordan, o ator principal, foi ignorado.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MAUÁ DA SERRA 09/12

CLAUDENIR COELHO SOARES, 35 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60