Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Morto aos 93, compositor Gilberto Mendes fez livros, cinema e teatro

Loading...

ENTRETENIMENTO

Morto aos 93, compositor Gilberto Mendes fez livros, cinema e teatro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Gilberto Mendes, morto nesta sexta-feira (1º), em Santos (SP), aos 93 anos, foi um dos expoentes da música concreta e de vanguarda no Brasil. Em 1963, o compositor foi um dos signatários do Manifesto Música Nova, publicado pela revista de arte "Invenção".
No documento, os músicos prometiam "compromisso total com o mundo contemporâneo", "reavaliação dos meios de informação" e "geometria não-euclidiana".
Esse espírito subversivo se refletia em seus próprios trabalhos, como "O Anjo Esquerdo da História" ou "Vila Socó, Meu amor" (sobre uma favela incendiada).
Na USP, Mendes se aposentou como professor de composição, na faculdade de música. Depois de sua aposentadoria, continuou compondo e colaborando com a Osesp, em São Paulo.
Ele também fez incursões pela literatura. Em 2009, foi finalista do prêmio Jabuti com "Viver Sua Música: com Stravinsky em Meus Ouvidos, Rumo à Avenida Nevskiy" (Edusp); em 2013, lançou seu primeiro livro ficcional, "Danielle em Surdina, Langsam" (Ed. Algol).
No teatro, Mendes participou do movimento de música experimental na década de 1960.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 22/02

JOÃO DA ROCHA GREGÓRIO, 68 ANOS
RENATO JOSÉ PAVOLAK, 56 ANOS

APUCARANA 22/02

MARIA DE FATIMA DA SILVA, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1905 · 21/02/2017

29 35 43 54 56 57