Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Lançamento de imóveis volta a crescer em SP

Loading...

ECONOMIA

Lançamento de imóveis volta a crescer em SP

NATÁLIA PORTINARI

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os lançamentos de imóveis na cidade de São Paulo cresceram no primeiro semestre deste ano, o que não acontecia desde o início de 2013.

Foram lançadas 6.547 unidades, 10,3% a mais que no mesmo período de 2016. Os dados são de pesquisa do Secovi (sindicato do mercado imobiliário) de São Paulo.

Já as vendas de imóveis novos na cidade somaram 7.888, aumento de 9,6% em relação à primeiro metade de 2016.

O ano passado fechou com 16,2 mil unidades vendidas, pior resultado desde 2004, quando a pesquisa começou a ser feita pela entidade.

Os lançamentos estão em queda na cidade há quatro anos, então o resultado deste semestre pode finalmente indicar melhora no setor imobiliário, segundo Flavio Amary, presidente do Secovi-SP.

"É um resultado que nos deixa esperançosos. O aumento na captação líquida da poupança tem ajudado bastante", afirmou Amary.

O saldo para o SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), que financia unidades com perfil de classe média, aumentou em 6,5% no comparativo com o primeiro semestre do ano passado.

A captação foi de R$ 4,6 bilhões no segundo trimestre.

Apesar disso, as concessões de empréstimo pelo SBPE caíram 9,1% na mesma comparação, divulgou a Abecip (Associação das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança) no fim de julho.

Nos últimos 12 meses, o SBPE financiou 182 mil unidades no país, 25% a menos que no intervalo anterior (de junho de 2015 a junho de 2016).

"É importante que, agora, a Caixa também diminua o custo do financiamento de imóveis, acompanhando a taxa básica de juros", diz Amary.

Na sexta-feira (4), o vice-presidente de habitação da Caixa, Nelson Antonio de Souza, afirmou à agência Reuters que o banco não tem planos de realizar esse corte no futuro próximo.

O estoque na capital paulista (imóveis à venda lançados nos três anos anteriores à pesquisa) diminuiu 14,5%, de 24,6 mil unidades em junho de 2016 para 22 mil unidades em igual mês deste ano.

A maioria dos imóveis lançados recentemente está na zona oeste da cidade, mas a maior oferta está na zona sul, com 5.573 unidades disponíveis em junho deste ano.

NO BRASIL

Segundo estudo da Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) feito em junho, há também sinais de melhora no restante do território nacional.

De janeiro a maio, as vendas aumentaram 1,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. No acumulado dos últimos 12 meses, os lançamentos cresceram 8%.

Os empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida foram responsáveis por 78,1% dessas unidades lançadas, de acordo com a Abrainc.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias