Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Setor imobiliário diminui lançamentos e reduz estoque em 2016

Loading...

ECONOMIA

Setor imobiliário diminui lançamentos e reduz estoque em 2016

FILIPE OLIVEIRA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O setor imobiliário diminuiu os lançamentos de apartamentos para reduzir seus estoques em 2016.

No ano, foram lançadas 59,3 mil unidades e vendidas 72,6 mil, segundo pesquisa da Cbic (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) realizada pela consultoria Brain.

O estudo, que está em sua primeira edição e deve ser realizado a cada três meses, analisou o mercado em 60 cidades de 20 Estados brasileiros.

No final do ano passado, a oferta de apartamentos nos mercados analisados incluía 129,2 mil unidades, 13,2 mil a menos do que no início do ano.

A redução dos estoques e, portanto, da oferta de imóveis disponíveis, pode levar a uma elevação de preços neste ano, diz Fábio Tadeu Araújo, economista e sócio da consultoria Brain.

Segundo o índice FipeZap (parceria entre Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas e o portal de anúncios na internet Zap Imóveis) o aumento médio dos preços dos imóveis em 20 cidades pesquisadas foi de 0,57% em 2016 (sem descontar a inflação), a menor alta registrada desde 2008, quando o indicador foi criado.

Dos apartamentos que seguiram no estoque no final de 2016, 55% eram de unidades em construção (na metodologia adotada, no mercado há mais de seis meses e menos de 3 anos), 26,1% em imóveis prontos (no mercado ha mais de 36 meses) e 18,9% de lançamentos na planta (que começaram a ser vendidos nos últimos seis meses).

O quarto trimestre foi o que registrou o maior número de lançamentos em 2016: foram 20,4 mil unidades, o que representa 35,3% do total do ano.

O primeiro trimestre concentrou 19,5% dos lançamentos, enquanto o segundo e o terceiro 25% e 20,5%, respectivamente.

Apesar da concentração de lançamentos no final do ano, Araújo, da Brain, diz ser cedo para afirmar que a recuperação no mercado é consistente, e não uma elevação da confiança pontual.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias