Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - Produção industrial avança 1,1% em março, aponta IBGE

Loading...

ECONOMIA

ATUALIZADA - Produção industrial avança 1,1% em março, aponta IBGE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A produção da indústria brasileira voltou a ter alta, de 1,1%, em março, na comparação com o mesmo período do ano passado, divulgou nesta quarta-feira (3) o IBGE.

O desempenho da indústria em 2017 ainda não consolidou uma tendência, quando comparado aos dados do ano anterior. Foi a segunda alta apurada neste ano.

Em fevereiro, havia caído 0,8%. Em janeiro, uma alta de 1,4% na produção havia encerrado período de 34 meses de quedas consecutivas.

As expectativas em pesquisa da Reuters com economistas eram de queda de 1% na variação mensal e de alta de 2,1% na base anual.

Em março, 16 dos 26 ramos pesquisados pelo IBGE tiveram melhora na produção, com destaque para veículos, reboques e carrocerias (10,9%) e indústria extrativa (7%).

Os bens de capital tiveram alta de 4,5%, a quinta alta seguida. Os bens são máquinas e equipamentos, considerados também como indicador de investimentos.

Os equipamentos para o setor agrícola, que cresceram 36,2% no período de um ano, puxaram a alta do segmento. O crescimento é reflexo do aumento da produção de alimentos verificada em fevereiro.

Já os bens voltados para fins industriais, contudo, tiveram queda de 10,3%, mostrando que a recuperação da indústria ainda não se espalhou para todos os ramos de atividade.

MARÇO X FEVEREIRO

Na comparação de março com o mês imediatamente anterior, a indústria apurou queda de 1,8% na produção, tendo sido puxada principalmente pelo recuo de 8,5% na produção de bens duráveis. Dos 24 ramos pesquisados pelo IBGE, 15 tiveram resultado negativo.

A queda mostra que os indícios de retomada ainda não se consolidaram. Segundo o IBGE com o resultado a produção permaneceu com comportamento "predominantemente negativo desde o início do ano".

Em janeiro, a queda havia sido de 0,4% em relação ao mês imediatamente anterior. Em fevereiro, a variação foi nula, na mesma base comparativa.

TRIMESTRE

Nos três primeiros meses do ano, a produção teve alta de 0,6% frente ao verificado em igual período de 2016.

O destaque foi o aumento de 4,4% na produção dos chamados bens de capital.

No trimestre, os bens de consumo tiveram aumento de 10,5% em sua produção.

Novamente veículos (11,5%) e indústria extrativa (8,2%) tiveram as maiores altas do período. Os dados foram impulsionados pelo mau desempenho desses segmentos no primeiro trimestre do ano passado.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias