Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Temer sinaliza reforma trabalhista concluída antes da previdenciária, diz senador

Loading...

ECONOMIA

Temer sinaliza reforma trabalhista concluída antes da previdenciária, diz senador

DANIEL CARVALHO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Michel Temer disse que a reforma trabalhista é mais palatável que a previdenciária e sinalizou que, por isso, ela deve ser concluída antes, segundo um dos senadores do PMDB que participou do jantar oferecido no Palácio do Jaburu na noite de quarta-feira (5).

"Constatou-se o óbvio, que a reforma trabalhista tem condições de passar mais rapidamente. Ele [Temer] está querendo que a reforma trabalhista seja absorvida enquanto se discute mais a reforma da Previdência", afirmou à reportagem o senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN).

Garibaldi disse ainda que "o governo se mostra sensível no sentido de avançar numa flexibilização da proposta de emenda constitucional que reforma a Previdência".

Além de Garibaldi, participaram do jantar com Temer no Palácio do Jaburu os senadores João Alberto Souza (PMDB-MA) e Valdir Raupp (PMDB-RO). Rose de Freitas (PMDB-ES), que também havia sido convidada, não apareceu.

O presidente continuará nesta quinta-feira (6) as conversas com senadores.

Como a Folha de S.Paulo mostrou nesta quarta-feira (5), diante da insistência de Renan Calheiros (PMDB-AL) nas críticas ao Palácio do Planalto, Michel Temer deu início a um movimento de aproximação aos senadores do PMDB, isolando o líder do partido no Senado.

Garibaldi negou que, no encontro, o governo tenha oferecido algo em troca de apoio, principalmente à reforma da Previdência.

"Que fique bem claro que essa não é, ao menos entendo assim, uma conversa de varejo, de que se possa pensar naquela citação franciscana de que é dando que se recebe", afirmou o senador.

A conversa também enveredou para a avaliação de unidade da bancada peemedebista e as críticas reiteradas que Renan Calheiros tem feito ao governo.

Para Garibaldi, a bancada está preocupada em ter uma posição unificada em relação à reforma da Previdência para que os parlamentares não tenham que enfrentar isolados suas bases às vésperas da eleição.

"O PMDB não pode ter uma posição radical sob pena de ser visto como uma bancada que não quer contribuir para uma proposta essencial para o país", afirmou Garibaldi.

"Sinto que a preocupação é essa, que se possa fazer uma reforma e defendê-la junto às nossas bases. Ninguém quer se expor do ponto de vista eleitoral no ano anterior à eleição. No entanto, se você tiver uma reforma que tenha uma contribuição da bancada, ela se mostra mais defensável junto às bases", afirmou o senador, que já foi titular da Previdência no governo petista.

RENAN

Garibaldi engrossou o coro de senadores peemedebistas que passaram a vir a público para criticar Renan Calheiros.

"Votei em Renan para ser o nosso líder, mas acho que ele está sendo injusto quando diz que o governo está perdido. Ao invés de fazer uma oposição mais aguerrida, a bancada do PMDB deve exercer a função de uma colaboração mais equilibrada no sentido de promover o aperfeiçoamento na proposta da reforma da Previdência", disse o senador.

Garibaldi também disse considerar que Renan está "equivocado" quando trata o governo em termos "contundentes".

O líder do PMDB no Senado é um dos maiores insatisfeitos com a proposta atual. Ele tem tentado convencer outros senadores sobre a necessidade de mudança no texto.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias