Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - Países barram temporariamente carne do Brasil após operação da PF

Loading...

ECONOMIA

ATUALIZADA - Países barram temporariamente carne do Brasil após operação da PF

DIOGO BERCITO

MADRI, ESPANHA (FOLHAPRESS) - Países importadores anunciaram restrições à compra de carne brasileira após o início da Operação Carne Fraca, que investiga um esquema de corrupção na fiscalização de frigoríficos.

As medidas por ora incluem União Europeia, China, Chile e Coreia do Sul.

A Comissão Europeia, braço Executivo da União Europeia, afirmou na segunda-feira (20) ter pedido que as autoridades brasileiras suspendam da lista de exportadoras ao bloco as empresas investigadas pela polícia.

O pedido foi feito para o efeito imediato, segundo Enrico Brivio, um porta-voz para assuntos de segurança alimentar. "Era importante agir no momento", afirmou à reportagem. "Queremos ter a certeza de que apenas a carne com o controle apropriado chegará ao mercado europeu."

Uma fonte familiar às negociações diz que quatro firmas brasileiras, não especificadas, já estão impedidas de exportar ao bloco europeu como resultado do pedido.

Essa crise tem se desdobrado com velocidade, como observou a própria comissão em um comunicado oficial que emitiu no fim do dia.

Na sexta-feira, o Executivo europeu havia enviado uma mensagem formal ao governo brasileiro pedindo esclarecimentos e uma lista das empresas envolvidas na investigação. O diálogo levou a uma intensa troca diplomática no final de semana.

Durante o processo, o embaixador da União Europeia no Brasil, o português João Cravinho, disse à reportagem haver "necessidade absoluta de um esclarecimento cabal".

A União Europeia também sugeriu que todos os seus Estados-membros incrementem o monitoramento da carne brasileira que chegue a suas fronteiras —um representante da Comissão Europeia afirmou que isso é de praxe nessas situações.

O bloco econômico pediu, ainda, detalhes sobre produtos das firmas investigadas que já estejam a caminho. Não está claro se os artigos serão barrados nos portos.

Não há, porém, nenhum alerta quanto à carne brasileira que já está disponível dentro do mercado europeu.

IMPORTADORES

A UE é um dos principais compradores da carne brasileira —entre os importadores de carne bovina, o bloco lidera ao lado de Hong Kong, China, Egito, Rússia e Irã.

O bloco importou 6,5 mil toneladas de carne bovina brasileira em fevereiro.

A China também confirmou que suspendeu temporariamente desde o domingo (19) as importações. Segundo a agência Bloomberg, a suspensão durará a princípio uma semana e o produto será barrado nos portos chineses.

Medidas semelhantes foram tomadas pelo Chile, cujo Ministério da Agricultura anunciou na segunda-feira que está barrando temporariamente a compra da carne.

A Coreia do Sul, por sua vez, intensificou as fiscalizações da carne de frango importada do Brasil, banindo temporariamente a BRF, maior produtora de carne de frango do mundo. A BRF diz não ter sido notificada.

Mais de 80% das 107 mil toneladas de frango importadas pela Coreia do Sul em 2016 vieram do Brasil, quase metade delas da BRF.

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) criticou a PF por "erros técnicos" cometidos na operação, que levou o presidente Temer a convocar uma reunião de emergência durante o domingo (19).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

24/05/2017 - 09h30