Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Falha do Yahoo! permitiu invasão a 32 milhões de contas, admite empresa

Loading...

ECONOMIA

Falha do Yahoo! permitiu invasão a 32 milhões de contas, admite empresa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Yahoo! informou na quarta-feira (1) que 32 milhões de contas foram invadidas entre 2015 e 2016 explorando uma falha de segurança na rede da empresa.

Em dezembro, a empresa havia revelado que hackers roubaram o software usado pelo Yahoo! para criar cookies, o que teria causado o incidente de 500 milhões de contas invadidas em 2014. Agora, foi divulgado o número de contas invadidas recentemente pelo mesmo método.

Segundo um comitê de investigação no Yahoo!, os executivos da empresa tinham informações a respeito das invasões de 2014, mas não investigaram o caso a tempo de prevenir novas infrações. Por conta dessa descoberta, a CEO Marissa Mayer não irá receber um bônus relativo a 2016.

Cookies de autenticação são dados armazenados no computador que permitem que o usuário fique logado a um site -por isso, podem possibilitar o acesso a uma conta de e-mail sem a senha.

Os incidentes com cookies são atribuídos a um agente "patrocinado por um governo", que a empresa não esclarece qual é.

A invasão de 1 bilhão de contas em 2013, também divulgada em dezembro, é uma ocorrência distinta, na qual não se sabe qual foi o método utilizado.

O Yahoo! será vendido para a operadora Verizon Communications, que, em fevereiro, concordou em comprar o negócio de internet da empresa por US$ 4,48 bilhões. As negociações vinham desde julho de 2016, mas o valor do negócio diminuiu após a revelação das invasões às contas do Yahoo!.

INVASÕES DO YAHOO!

2013 - 1 bilhão de contas

2014 - 500 milhões de contas

2015-2016 - 32 milhões de contas

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias