Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - Ações da Petrobras caem, mas Bolsa fecha em alta pelo 3º dia

Loading...

ECONOMIA

ATUALIZADA - Ações da Petrobras caem, mas Bolsa fecha em alta pelo 3º dia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As ações da Petrobras fecharam em baixa e limitaram a alta da Bolsa brasileira nesta quinta-feira (9), mas ainda assim o principal índice do mercado acionário brasileiro conseguiu sustentar a terceira alta seguida. O dólar fechou com leve alta em relação ao real.

O Ibovespa, principal índice do mercado brasileiro, teve alta de 0,20%, para 64.964 pontos. O volume financeiro negociado foi de R$ 6,96 bilhões, em linha com a média diária do ano, que é de cerca de R$ 7 bilhões.

O avanço do índice foi limitado pela queda das ações da Petrobras, que devolveram parte dos ganhos da véspera apesar do aumento do preço do petróleo no exterior. As ações preferenciais da estatal caíram 0,33%, para R$ 15,05. Os papéis ordinários tiveram queda de 0,87%, para R$ 15,96.

O petróleo fechou em alta no exterior após um relatório do banco Goldman Sachs afirmar que a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) será bem-sucedida em seu objetivo de cortar a produção da commodity, o que poderá impulsionar os preços do petróleo.

O membros do cartel concordaram em reduzir, a partir de 1º de janeiro, sua produção conjunta da commodity para tentar elevar os preços do petróleo, mas havia dúvida sobre a eficácia do acerto.

O barril do petróleo Brent, negociado em Londres, fechou o dia com alta de 1%, para US$ 55,67. O barril do WTI, de Nova York, teve avanço de 1,39%, para US$ 53,07.

Os preços do minério de ferro fecharam em alta pelo terceiro dia seguido e impulsionaram as ações da mineradora Vale. Os papéis preferenciais da Vale se valorizaram 0,34%, para R$ 29,31. As ações ordinárias tiveram avanço de 1,60%, para R$ 31,08.

No ano, os papéis da mineradora têm valorização superior a 20%. As ações preferenciais registram avanço de 25,6% e as ordinárias sobem 21%.

As ações de bancos fecharam com sinais opostos nesta quinta. Os papéis do Itaú subiram 0,45% e as ações preferenciais do Bradesco tiveram alta de 0,60%. As units -conjunto de ações- do Santander Brasil fecharam em alta de 2,13%. Na ponta contrária, os papéis ordinários do Bradesco caíram 0,25% e os do Banco do Brasil recuaram 0,33%.

DÓLAR

O dólar fechou em leve alta, sem uma definição no exterior da moeda americana. O dólar à vista subiu 0,35%, para R$ 3,126. O dólar comercial teve alta de 0,28%, para R$ 3,131.

No exterior, 10 das 24 principais divisas emergentes se desvalorizaram em relação ao dólar.

No mercado de juros futuros, as taxas fecharam majoritariamente em baixa, com percepção de redução do risco do país. O DI com vencimento em abril de 2017, o mais negociado no mercado, recuou de 12,338% para 12,319%. O contrato com vencimento em janeiro de 2018 caiu de 10,730% para 10,715%. O contrato para janeiro de 2021 fechou estável em 10,310%.

O CDS (credit default swap) de cinco anos brasileiro, espécie de seguro contra calote e termômetro de risco, caiu 1,45%, para 234,187 pontos.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias