Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - Ações da Petrobras sobem 2% e ajudam Bolsa a fechar em alta

Loading...

ECONOMIA

ATUALIZADA - Ações da Petrobras sobem 2% e ajudam Bolsa a fechar em alta

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os preços de petróleo subiram pela primeira vez em dois dias e contribuíram para o ganho de mais de 2% das ações da Petrobras nesta quarta-feira (8) e para a alta de 1% da Bolsa brasileira no pregão. O dólar acompanhou o desempenho da moeda americana ante divisas emergentes e fechou em baixa.

O Ibovespa, principal índice do mercado acionário brasileiro, teve alta de 0,99%, para 64.835 pontos. A sessão teve volume baixo: foram negociados R$ 5,68 bilhões, ante média diária de R$ 6,97 bilhões.

Em dia com poucas notícias no cenário doméstico e internacional, a Bolsa acompanhou a melhora do humor nos mercados europeus e americanos e fechou em alta, após passar parte do pregão em terreno negativo e chegar a cair 0,71%.

A queda dos estoques de gasolina nos Estados Unidos -apesar do crescimento do inventário de petróleo- impulsionou os preços do petróleo no exterior. O barril do Brent, de Londres, fechou o dia com alta de 0,22%, para US$ 55,17. O barril do WTI, de Nova York, subiu 0,33%, para US$ 52,34.

As ações preferenciais -mais negociadas- da Petrobras subiram 2,72%, para R$ 15,10. Os papéis ordinários -com direito a voto- tiveram alta de 2,09%, para R$ 16,10.

No setor financeiro -o de maior peso no Ibovespa-, as ações de bancos fecharam em alta nesta quarta (8). As ações do Itaú Unibanco subiram 2,58%. Os papéis preferenciais do Bradesco subiram 1,86% e os ordinários fecharam com valorização de 0,29%. As ações do Banco do Brasil encerraram o dia com avanço de 1,05%. As units -conjunto de ações- do Santander Brasil subiram 1,01%

As ações da mineradora Vale subiram pelo segundo dia, acompanhando a alta do minério de ferro no exterior. Os papéis preferenciais da Vale subiram 0,90%, para R$ 29,21. As ações ordinárias tiveram alta de 1,16%, para R$ 30,59.

Na ponta contrária, as ações da Embraer tiveram a maior alta do Ibovespa, após recuarem 3%. O papéis da fabricante de aviões foram afetados pela notícia de que o governo canadense anunciou um empréstimo à Bombardier, principal concorrente da brasileira. Como resposta, o governo brasileiro apresentou pedido de consultas na OMC (Organização Mundial de Comércio) contra o Canadá pelos subsídios concedidos à Bombardier.

DÓLAR

O dólar fechou com sinais mistos. O dólar à vista, referência no mercado financeiro, fechou com queda 0,29%, para R$ 3,115. O dólar comercial teve leve alta de 0,08%, para R$ 3,1197.

O desempenho acompanhou a desvalorização do dólar entre as moedas emergentes: das 24 principais divisas, 17 subiram ante o dólar

No mercado de juros futuros, as taxas caíram nesta quarta-feira, precificando uma queda mais acentuada dos juros após a inflação de janeiro surpreender e vir abaixo do esperado. O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) ficou em 0,38% no mês, o menor para o período desde o início da série histórica, em dezembro de 1979.

Em janeiro de 2016 o índice foi de 1,27%. Em janeiro de 1994, um mês antes do início do Plano Real, foi de 41,31%.

O DI com vencimento em abril de 2017, o mais negociado no mercado, recuou de 12,350% para 12,338%. O contrato com vencimento em janeiro de 2018 caiu de 10,785% para 10,730%. O contrato para janeiro de 2021 retrocedeu de 10,370% para 10,310%

O CDS (credit default swap) de cinco anos brasileiro, espécie de seguro contra calote e termômetro de risco, caiu 1,57%, para 237,626 pontos.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias