Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

FGTS deve liberar mais R$ 8 bilhões para crédito imobiliário

Loading...

ECONOMIA

FGTS deve liberar mais R$ 8 bilhões para crédito imobiliário

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Conselho Curador do FGTS deve aprovar nesta sexta-feira (26) a aplicação de mais R$ 8 bilhões para a linha de crédito pro-cotista. Uma das operadoras da linha, a Caixa informou que já foi aplicado integralmente o orçamento de R$ 700 milhões para 2016.
"A reabertura dos financiamentos pela linha aguarda suplementação de recursos pelo Ministério das Cidades, que será discutida em reunião pelo Conselho Curador do FGTS, prevista para esta sexta-feira", disse o banco estatal em nota.
O presidente da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), José Carlos Martins, disse que a suspensão das operações pela Caixa nessa linha é temporária e deve ser revertida após reunião do conselho do FGTS.
"Os recursos se esgotaram antes de nova liberação do Conselho. Amanhã devem ser autorizados R$ 8 bilhões", informou.
Desde o ano passado, a linha pro-cotista tem sido utilizada para suprir a falta de recursos da poupança para crédito imobiliário. Em 2015, foram liberados R$ 4,9 bilhões a mais para essa linha, que tinha cerca de R$ 800 milhões disponíveis inicialmente.
As regras fixadas no ano passado previam o uso dessa linha para imóveis de até R$ 400 mil, valor utilizado pela Caixa nas operações até recentemente. O originalmente, esses financiamentos alcançavam R$ 750 mil.
A Caixa financiava até 85% do valor dos imóveis, pelo prazo máximo de 360 meses. As taxas de juros efetivas variavam entre 7,85% e 8,85% ao ano.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias