Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bolsa recua com Vale, Gerdau, Ambev e Oi; dólar cai e juros sobem

Loading...

ECONOMIA

Bolsa recua com Vale, Gerdau, Ambev e Oi; dólar cai e juros sobem

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Ibovespa opera volátil nesta quinta-feira (25): abriu em queda, passou a subir e voltou a recuar. As ações da Petrobras estavam em alta, apesar da queda das cotações do petróleo no mercado internacional. No entanto, o forte recuo das ações de Vale, Ambev, Gerdau e Oi puxavam o índice para baixo.
O dólar operava em queda, seguindo o movimento no exterior, enquanto os juros futuros subiam.
Há pouco, o principal índice da Bolsa paulista caía 0,64%, aos 41.814,28 pontos. As ações da Petrobras, que chegaram a subir mais de 3% pela manhã, ganhavam agora 1,43%, a R$ 4,94 (preferenciais) e 0,56%, a R$ 7,07 (ordinárias).
Os papéis da Petrobras reagiam positivamente à aprovação, pelo Senado, do fim da obrigatoriedade da estatal de manter uma participação mínima de 30% nos consórcios de exploração do pré-sal.
O projeto que permite reduzir o peso da Petrobras no pré-sal passou nesta quarta-feira (24) com placar folgado a favor da proposta do senador José Serra (PSDB-SP), com 40 votos a favor, 26 contra e duas abstenções.
O texto, que agora segue para a Câmara, retira a condição da Petrobras de ser a operadora única do pré-sal. Na prática, ele cria condições para que empresas estrangeiras participem sozinhas dos próximos leilões.
"A notícia é positiva para a estatal, visto que tira a obrigatoriedade da exploração, mas mantém a preferência. Entretanto, no curto prazo, a companhia continua pressionada pelo seu alto endividamento e a queda nos preços internacionais do petróleo", escreveu a equipe de análise da Guide Investimentos.
O petróleo, no entanto, voltou a recuar. Em Londres, o Brent perdia 1,86%, a US$ 33,77 o barril; nos EUA, o WTI recuava 2,46%, a US$ 31,36 o barril. Analistas veem o movimento como uma realização de lucros, após a alta de ontem.
Ainda sobre a Petrobras, a agência de classificação de risco Moody's rebaixou nesta quarta-feira a nota de crédito da estatal para "B3" ante "Ba3", que já era grau especulativo, após retirar mais cedo o grau de investimento do Brasil.
VALE, AMBEV, GERDAU E OI
Entre as maiores quedas do Ibovespa apareciam as ações de Vale, Gerdau e Oi.
As ações da mineradora Vale recuavam 4,53, a R$ 8,21 (PNA), e 3,58%, a R$ 11,29 (ON). A mineradora fechou 2015 com prejuízo líquido acumulado de R$ 44,213 bilhões, ante um lucro de R$ 954 milhões em 2014.
As ações ordinárias da Ambev caíam 2,86%, a R$ 17,66. A maior cervejaria da América Latina teve queda de 8,6% no lucro líquido do quarto trimestre em relação a um ano antes, para R$ 4,259 bilhões, impactada pelo aumento de despesas e no resultado financeiro negativo.
As ações preferenciais da Gerdau perdiam 6,10%, a R$ 3,54; as preferenciais da Gerdau Metalúrgica despencavam 11,63%, a R$ 1,14. A Polícia Federal deflagrou mais uma etapa da Operação Zelotes na manhã desta quinta-feira. Um dos mandados de condução coercitiva é para André Gerdau, presidente do grupo Gerdau, que será ouvido na PF de São Paulo.
Mas o ranking de maiores quedas do Ibovespa era liderado pelas ações ordinárias da Oi, que perdiam 14,85%, a R$ 1,72. Os papéis preferenciais da operadora caíam R$ 10,65, a R$ 1,51.
A Oi foi informada de que a companhia de investimentos LetterOne não tem mais interesse em apoiar os esforços para uma possível fusão da operadora com a TIM. Já as ações ordinárias da TIM recuam 0,78%, a R$ 6,33.
As ações ordinárias do Banco do Brasil operavam em baixa de 1,07%, a R$ 13,93. No quarto trimestre do ano passado, o banco teve lucro de R$ 2,512 bilhões, queda de 15% em relação aos R$ 2,959 bilhões registrados no mesmo período de 2014. Na comparação com o terceiro trimestre, houve queda de 17,96%.
EXTERIOR
Na Ásia, as Bolsas chinesas despencaram mais de 6% nesta quinta-feira. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 6,14%, enquanto o índice de Xangai teve forte queda de 6,4%, a maior perda diária desde 26 de janeiro.
Na Europa, as Bolsas se recuperam nesta quinta-feira das perdas registradas no início na semana, com resultados corporativos sólidos da seguradora francesa AXA e do banco britânico Lloyds impulsionando os mercados acionários.
A Bolsa de Londres subia 2,13%; Paris (+2,08%); Frankfurt (+1,52%); Madri (+2,13%); e Milão (+1,78%).
Nos EUA, o índice Dow Jones ganhava 0,10% e o S&P 500 subia 0,10%, mas o Nasdaq perdia 0,20%.
DÓLAR E JUROS
O dólar à vista recuava 1,17% ante o real, para R$ 3,9281, e o dólar comercial perdia 0,68%, a R$ 3,9310, seguindo o movimento da moeda norte-americana no exterior.
"O dólar perde terreno frente os pares emergentes. A estabilização do preço do petróleo [acima dos US$ 30 o barril] beneficia ativos mais arriscados e os bonds emergentes recuperam parte das perdas sofridas no início do ano", escreve o analista Vitor Suzaki, a Lerosa Investimentos.
"Claro que o mercado cambial acaba refletindo esse movimento e temos visto a consolidação do real abaixo dos R$ 4,00 mesmo com cenário interno tão adverso", diz Suzaki.
Os juros futuros chegaram a cair nesta quinta-feira, mas inverteram o sinal e passaram a subir. O contrato de janeiro para 2017 passava de 14,170% na véspera para 14,195%; o DI para janeiro de 2021 avançava de 15,520% para 15,640%.
Segundo um profissional do mercado, o avanço dos índices de inflação traz incertezas em relação à condução da política monetária e à manutenção da taxa básica de juros em 14,25% ao ano nos próximos meses.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 21/02

CARLOS FRANCISCO DA SILVA, 57 anos
JECYR MASTRO, 91 anos
DULCINEIA RODRIGUES, 37 ANOS
MARIA DE FÁTIMA DA SILVA, 63 ANOS

IVAIPORÃ
ADON SCHMIDT DE OLIVEIRA, 63 ANOS

JANDAIA DO SUL 21/02

GERALDA GARCIA DE OLIVEIRA, 74 anos
CARLOS ORTIS SANCHES, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1904 · 18/02/2017

12 15 18 21 51 56