Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

BC diz que economia piorou, mas não há espaço para cortar juros no Brasil

Loading...

ECONOMIA

BC diz que economia piorou, mas não há espaço para cortar juros no Brasil

EDUARDO CUCOLO
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Banco Central avalia que não há espaço para reduzir a taxa básica de juros, apesar da expectativa de crescimento mais baixo da economia brasileira. O corte da taxa básica, que está em 14,25% ao ano desde julho de 2015, é uma das principais demandas de partidos e entidades ligados ao governo que defendem mudanças na política econômica.
Nesta quarta-feira (18), o diretor de Política Monetária do BC, Aldo Mendes, afirmou as expectativas de um desempenho ainda pior das economias brasileira e mundial devem contribuir para a queda da inflação em 2016. Mesmo assim, a instituição avalia que "não pode descuidar de idiossincrasias e particularidades de nossa realidade", como a indexação de preços e a expectativa de inflação ainda alta neste e no próximo ano.
Mendes afirmou que esses dois fatores, somados à inflação ainda elevada neste início de ano, "não deixam espaço para uma flexibilização das condições monetárias."
O BC reafirmou que a inflação medida pelo IPCA, que estava em 10,71% nos 12 meses encerrados em janeiro, deve cair nos próximos meses. O objetivo da instituição é deixá-la abaixo do limite de 6,5% neste ano e em 4,5% no próximo.
Sobre a economia brasileira, Mendes afirmou que houve uma "abertura do hiato do produto doméstico". Ou seja, a economia brasileira terá um desempenho ainda mais baixo que o seu potencial, fator que deverá reduzir a pressão inflacionária em 2016, segundo o BC.
A instituição divulgou nesta quinta-feira (18) o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central), que mostrou retração de 4,1% na economia em 2015. Relatório da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), também divulgado nesta quinta, projeta uma retração de 4% da economia brasileira em 2016, com recuperação apenas em 2017.
A estimativa do mercado para o PIB de 2015 é uma queda de 3,8%. Para 2016, retração de 3,3%, segundo o relatório Focus do BC.
Até o começo do ano, o BC indicava que subiria os juros, mas mudou de posição no fim de janeiro, em um episódio polêmico envolvendo o presidente da instituição, Alexandre Tombini.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 06/12

VICTOR FUGANTI, 94 ANOS

ANTÔNIO JACOMETO, 81 ANOS

GUILHERME GONÇALVES SOARES, 17 ANOS

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60