Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Presidente da Petrobras fala em nova captação para melhorar dívida

Loading...

ECONOMIA

Presidente da Petrobras fala em nova captação para melhorar dívida

TATIANA FREITAS (*)
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, disse nesta terça-feira (16) que a estatal pode recorrer a captações para equacionar o seu elevado endividamento. Sem detalhar o tipo de operação que pode ser realizada, Bendine apenas sinalizou que essa pode ser uma opção para melhorar o perfil da dívida da companhia, hoje concentrada em moeda estrangeira.
No mês passado, no entanto, a Petrobras cancelou um plano para emitir R$ 3 bilhões em debêntures, alegando condições desfavoráveis do mercado.
A possibilidade de promover uma captação foi citada por Bendine ao ser questionado sobre a viabilidade de a companhia cumprir sua meta de desinvestimento sem considerar a venda de ativos do pré-sal. A estatal pretende arrecadar US$ 14,4 bilhões até o final do ano para reduzir a sua dívida de US$ 130 bilhões. A empresa tenta preservar o negócio de exploração e produção, tentando vender ativos em outras áreas, como a BR Distribuidora, a Transpetro e usinas termelétricas, entre outros.
Durante evento realizado em Santos (SP) para anunciar o início da produção de petróleo na área de Lula Alto, no campo de Lula, e da segunda rota de escoamento e tratamento de gás no pré-sal, Bendine destacou a relevância de manter os investimentos no principal negócio da empresa, apesar das dificuldades financeiras da companhia.
"Você tem duas alternativas [para manter os investimentos]. Uma delas é buscar captações que sejam necessárias", disse Bendine a jornalistas. A segunda possibilidade seria buscar parcerias para dar andamento aos projetos.
"É claro que vamos dar prioridade ao desinvestimento, a empresa precisa desalavancar um pouco a sua dívida, que é bastante elevada. Mas temos outras alternativas", disse. "Há possibilidade de parcerias, mas o nosso foco permanece no pré-sal. É nisso que a gente vai continuar apostando."
Questionado sobre a possibilidade de a estatal vender participações em projetos a outros operadores, Bendine mais uma vez não quis entrar em detalhes.
"Temos 'n' modelos para atuar nesse sentido, como a capacidade da empresa de fazer parcerias em determinado campo, onde um parceiro possa carregar alguns investimentos. Mas eu não vou me precipitar em relação a isso, até porque são negociações intensas e estamos com um portfólio de discussão de desinvestimento muito amplo. Não caberia entrar em detalhes tão técnicos, até porque isso pode atrapalhar as nossas negociações", acrescentou.
O presidente da Petrobras destacou ainda que a empresa não parou de investir. "Devemos fechar 2015 com investimentos acima de US$ 20 bilhões." Desse montante, 82% foram destinados à exploração e produção de petróleo, com ênfase no pré-sal, destacou.
Para 2016, ele sinalizou que a companhia já definiu a sua capacidade de investimento e que esta será divulgada em breve.
MUDANÇA DE MODELO
O presidente da Petrobras também evitou comentar a possibilidade de a empresa deixar de ser a operadora única do pré-sal, afirmando que essa decisão cabe apenas ao governo.
"Costumo dizer que a companhia não tem e nem deve se pronunciar a respeito de legislação. Ela tem simplesmente de cumprir aquilo que é dado. Temos capacidade de trabalhar em qualquer um dos regimes que está em vigor."
Bendine reconheceu que, num momento de fragilidade financeira como o atual, a Petrobras teria dificuldades para assumir novos investimentos em exploração. "Mas também, por outro lado, temos de entender que o preço do Brent não é convidativo para que a gente faça um leilão neste momento."
Diante das dificuldades pelas quais passa a indústria mundial do petróleo, Bendine disse considerar que a discussão sobre os modelos de exploração seja até inoportuna. "Mas, diante do fato de que o Congresso quer fazer [essa discussão], estamos prontos a dar a nossa opinião técnica", disse.
*A repórter viajou a Santos a convite da Petrobras

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

APUCARANA 05/12

YOSHIMATSU NIKI, 99 anos

SULINA ANTONIA DA SILVA, 82 anos

JOSE BECEL, 80 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41