Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bolsas europeias são pressionadas por bancos e têm 7ª sessão de baixa

Loading...

ECONOMIA

Bolsas europeias são pressionadas por bancos e têm 7ª sessão de baixa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As bolsas europeias fecharam mais uma sessão com perdas expressivas, influenciadas pelas dúvidas sobre o setor bancário e sobre os rumos da economia mundial.
Foi a sétima sessão de seguida de perdas para as ações europeias -a pior perda semanal desde 1998.
O índice pan-europeu FTSEurofirst 300 perdeu 1,6%, para fechar em 1.219 pontos, depois de cair até 2,6%, no menor nível desde setembro de 2013. O índice europeu de bancos perdeu 4%.
As ações do Deutsche Bank caíram 4,3%. Os papéis já haviam caído 9,5% na segunda-feira sob preocupações de sua habilidade de manter o pagamento de títulos.
Ainda no setor bancário, o UniCredit caiu 7,9% com resultados melhores do que o esperado incapazes de tranquilizar investidores. Credit Suisse, UBS e Barclays tiveram quedas entre 4,6% e 8,4%.
Analistas disseram que o setor estava propenso a uma fraqueza adicional a curto prazo.
A Bolsa de Atenas encerrou o pregão com perda de 2,89%, depois de ter caído até 5,42% durante o pregão, influenciada pelos demais mercados europeus e turbulências políticas internas.
Em Wall Street, por volta das 16h30, o índice Dow Jones recuava 0,54% e o S&P 500, -0,93%.
DESCONFIANÇA
Segundo Christopher Dembik, economista de Saxo Bank, a desconfiança em relação ao setor bancário foi gerada pela situação dos bancos italianos, cujos créditos duvidosos são estimados em 225 bilhões de euros pelo banco central italiano.
"Isto provocou descrédito para todo o setor bancário europeu", afirma o analista, em relatório.
Os bancos também estão sob pressão diante da sinalização de políticas de afrouxamento monetário, com reflexo negativo sobre as margens das instituições financeiras.
Na última semana de janeiro, o banco central do Japão surpreendeu o mercado ao adotar taxa de juros negativa. Além disso, o presidente do BCE (Banco Central Europeu), Mario Draghi, indicou para março mudança na política monetária da zona do euro, com uma nova injeção de estímulo à economia.
ÁSIA
Também afetada pela aversão ao risco, a Bolsa de Tóquio fechou em baixa de 5,4% nesta terça-feira, aos 16.085 pontos.
Além disso, os rendimentos de bônus japoneses de longo prazo ficaram abaixo de zero pela primeira vez, o iene subiu para um pico de 15 meses e o ouro teve seu maior valor desde junho.
Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 recuou 2,88%, a 4.832 pontos.
O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, caiu mais de 1%, com ações na Austrália tendo alcançado o menor nível de fechamento em 2 anos e meio.
Os mercados chineses, no entanto, estão fechados durante esta semana por causa do Ano Novo Lunar.
A bolsa brasileira está fechada para o Carnaval e reabre na quarta-feira (10), a partir das 13h.
Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1%, a 5.632 pontos.
Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,11%, a 8.879 pontos.
Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,69%, a 3.997 pontos.
Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve baixa de 3,21%, a 15.913 pontos.
Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou queda de 2,39%, a 7.927 pontos.
Em LISBOA, o índice PSI20 caiu 2,39%, a 4.657 pontos.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 01/12

ALZIRA GUERINO, 88 anos
MARCOS ANTÔNIO PEGORER, 52 anos
ARMANDO TOALIARI, 79 anos

APUCARANA 01/12

JESUÍNO JOSE RIBEIRO, 84 anos
CLEMENTE LEITE DA SILVA, 77 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1881 · 30/11/2016

03 10 30 44 53 56