Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Justiça aprova plano de recuperação da construtora OAS

Loading...

ECONOMIA

Justiça aprova plano de recuperação da construtora OAS

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O juiz Daniel Carnio Costa, da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo), aprovou a recuperação judicial da construtora OAS. A companhia está envolvida na Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção na Petrobras.
Os credores da OAS aprovaram na madrugada de 18 de dezembro o plano de recuperação judicial e aceitaram que a construtora deixe de pagar 70% de sua dívida para a maior parte deles.
A dívida total da OAS varia entre R$ 9 bilhões e R$ 11 bilhões conforme a cotação do dólar, porque a maior parte está em moeda estrangeira.
Esse desconto vale para os investidores internacionais detentores de títulos de dívida no exterior, que representam cerca de 80% dos débitos totais.
Todos os credores, inclusive pequenos fornecedores, terão que aceitar um longo prazo de pagamento, de cerca de 19 anos.
Essas regras não atingem o FI-FGTS, que tem como garantia parte das ações da Invepar, principal ativo da OAS. Assim que o ativo for vendido eles recebem sua parte sem desconto.
BROOKFIELD
Durante a assembleia de credores, a gestora de fundos canadense Brookfield assumiu o compromisso de comprar por R$ 1,35 bilhão a participação de 24,4% da OAS na Invepar.
A venda da Invepar faz parte do plano de recuperação judicial da empresa.
A compra pela Brookfield não está garantida, mas todos os passos para que ela ocorra foram tomados.
Conforme a Folha antecipou, o plano de recuperação judicial prevê ainda uma segunda alternativa. Se tudo der errado no negócio com a Brookfield e não aparecer outro comprador, os principais credores ficarão com a Invepar.
A Invepar possui ativos valiosos como o aeroporto de Guarulhos e as rodovias Raposo Tavares e BR 040, mas boa parte ainda demanda muitos investimentos e gera pouca receita. O crédito também ficou escasso depois que executivos da OAS foram presos na Lava Jato.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 10/12

IZAURA FERREIRA DE ANDRADE, 70 ANOS

ARAPONGAS
CLÁUDIO SILVA, 88 ANOS

IVAIPORÃ
VALDETE CORDEIRO PEREIRA, recém-nascida
MIRIAM PEREIRA DE LIMA, 70 ANOS
CLÓVIS DE ALCÂNTARA BRASIL, 53 ANOS

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MEGA SENA

CONCURSO 1884 · 10/12/2016

01 04 23 32 38 59