Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Anfitriões e hóspedes do Airbnb se apaixonam, se mudam e têm até bebê

Loading...

ECONOMIA

Anfitriões e hóspedes do Airbnb se apaixonam, se mudam e têm até bebê

ISABEL SETA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Trocar o hotel para hospedar-se no quarto da casa de um estranho, como propõem sites de aluguel por temporada, pode render uma amizade inesperada, uma história engraçada, uma ou outra intercorrência... E, por que não, um caso de amor.
O Airbnb, por exemplo, já uniu um apanhado de casais formados por hóspedes e donos que abriram suas casas a estranhos histórias das quais o site “se orgulha”, segundo Samuel Soares, gerente de marketing da empresa.
Em alguns dos casos, temporadas curtas acabaram resultando em mudanças definitivas de cidade e até casamentos e bebês.
Erland Jacobsen, dinamarquês filho de mãe brasileira, e Eve Choquette, uma canadense de Montréal, hoje moram juntos em Copenhague mas só se conheceram quando Eve se hospedou, por meio do Airbnb, na casa do rapaz.
“Eu já tinha recebido cerca de 200 pessoas e estava acostumado com hóspedes mais reservados mas ela foi diferente”, conta ele. Eve se convidou para correr com o dinamarquês pela cidade, sugeriu que jantassem juntos... As afinidades juntaram os dois, que moram juntos há mais de cinco meses.
De acordo com o Airbnb, casos como esse acontecem com certa frequência. A empresa costuma organizar encontros com seus anfitriões ao redor do mundo e, nesses eventos, “é comum ouvir histórias inspiradoras e emocionantes, inclusive as de amor”, afirma Soares.
A de Eve e Erland se espalhou em um desses encontros, assim como um caso parecido, envolvendo um francês e uma brasileira que também engataram um relacionamento depois de se conhecerem pelo site. É praticamente a história de Nicolas Bouriette e Monika Pietrusewicz.
Ele, um fotógrafo e designer de móveis nascido na França, usou a plataforma na busca por um lugar para ficar em Ipanema, no Rio, em dezembro de 2012.
Acabou fechando negócio com a terapeuta corporal Monika polonesa, ela vive no Rio há mais de uma década depois de ler as recomendações de outras pessoas que haviam se hospedado com ela e se encantar com o “sorrisão lindo” da foto de perfil.
O francês conta que, durante sua estadia, nada “rolou de verdade”, além de afinidade. “Nós nos sentíamos muito bem juntos”, disse.
Depois de voltar à Europa e travar uma troca intensa de e-mails, pela qual descobriram mais traços comuns e ganharam intimidade, eles decidiram se encontrar de novo e “o mais rápido possível”.
Dois anos depois, o casal teve uma filha, Lila, que nasceu no Rio.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 01/12

ALZIRA GUERINO, 88 anos
MARCOS ANTÔNIO PEGORER, 52 anos
ARMANDO TOALIARI, 79 anos

APUCARANA 01/12

JESUÍNO JOSE RIBEIRO, 84 anos
CLEMENTE LEITE DA SILVA, 77 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1881 · 30/11/2016

03 10 30 44 53 56