Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ações da Petrobras fecham em baixa mesmo com alta no preço do petróleo

Loading...

ECONOMIA

Ações da Petrobras fecham em baixa mesmo com alta no preço do petróleo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Mesmo com a forte alta do preço do petróleo, as ações da Petrobras inverteram a valorização que marcou toda essa sexta-feira (22) e encerraram em baixa.
As ações da estatal não conseguiram segurar a alta, ainda que o petróleo tenha voltado ao patamar dos US$ 32 ante US$ 28 dos últimos dias.
As ações preferenciais da Petrobras, mais negociadas e sem direito a voto, se desvalorizaram em 1,55%, cotadas a R$ 4,43. Já as ordinárias caíram 0,47%, a R$ 6,26.
"Como a Bolsa não opera na próxima segunda (25), muito investidor interno não quis ficar com as ações da Petrobras nesse final de semana prolongado, por isso a preferencial caiu mais. O dólar subindo também é ruim para a empresa, que tem muita dívida, mas não tem algo certo, um motivo concreto. O que não dá para falar é em tendência", disse Pedro Galdi, analista da Whatscall.
A queda das ações da petroleira diminuíram a alta do principal índice acionário do país -que registrava ganhos mais robustos durante o dia.
O Ibovespa subiu 0,83%, aos 38.031 pontos. O giro financeiro foi de quase R$ 5,5 bilhões.
As ações da Vale também iniciaram o pregão em alta, mas reverteram os ganhos após a empresa confirmar que a interdição judicial de operações no porto de Tubarão, no Espírito Santo, impedirá o embarque diário de 200 mil toneladas de minério de ferro por dia.
As ações preferenciais da mineradora caíram 1,89%, a R$ 6,73, enquanto as ordinárias registraram queda de 1,20%, a R$ 9,03.
PETRÓLEO
Os preços do petróleo, que atingiram as mínimas desde 2003, na casa dos US% 28, se valorizaram nesta sexta, voltando aos US$ 31, alimentados por um possível aumento na demanda.
O petróleo tipo Brent, comercializado em Londres, subia 9,09%, a US$ 31,89, enquanto o WTI, dos EUA, tinha alta de 8,20%, para US$ 31,95.
O valor do barril da commodity vem caindo consideravelmente desde que a Arábia Saudita e seus aliados do Golfo lideraram uma mudança na política da Opep em 2014 para defender participação de mercado contra os produtores que tem custos maiores, em vez de cortar a oferta para sustentar os preços.
Antes da alteração na rota da política saudita, o barril do petróleo chegou a ser cotado na casa dos US$ 100. A volta do Irã ao mercado internacional de petróleo, após o fim das sanções econômicas contra o país, também prejudica os preços.
DÓLAR
Após se valorizar ante o real durante toda a semana, o dólar caiu nesta sexta-feira (22) graças ao bom humor do mercado por possíveis estímulos na economia da zona do euro e pela forte alta nos preços do petróleo.
A moeda americana atingiu a maior taxa nominal desde a criação do Plano Real, em 1994. É preciso considerar, no entanto, que o cenário econômico entre aquele ano e 2015 mudou drasticamente.
O dólar à vista, referência do mercado financeiro, teve queda de 1,34%, cotado a R$ 4,110. O dólar comercial, utilizado no comércio exterior, se desvalorizou em 0,83%, a R$ 4,112.
"Hoje o mercado ignorou os acontecimentos domésticos e acompanhamos o mundo, com uma alta de 8% do petróleo, nós seguimos os mercados externos", disse Ítalo Santos, especialista em câmbio da Icap do Brasil.
"A queda do dólar nos mercados externos serviu de argumento para o mercado realizar um ajuste técnico depois da alta de ontem [quinta]", disse o superintendente regional de câmbio da corretora SLW, João Paulo de Gracia Correa
O Banco Central brasileiro realizou nesta manhã mais um leilão de rolagem dos swaps cambiais que vencem em 1º de fevereiro, vendendo a oferta total de até 11,6 mil contratos.
Até o momento, a autoridade monetária já rolou o equivalente a US$ 8,448 bilhões, ou cerca de 81% do lote total, que corresponde a US$ 10,431 bilhões.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 06/12

VICTOR FUGANTI, 94 ANOS

ANTÔNIO JACOMETO, 81 ANOS

GUILHERME GONÇALVES SOARES, 17 ANOS

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41