Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Dólar acompanha otimismo com dados da China e opera abaixo dos R$ 4

Loading...

ECONOMIA

Dólar acompanha otimismo com dados da China e opera abaixo dos R$ 4

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O dólar opera em queda em relação ao real nesta quarta-feira (13), após a China divulgar dados melhores que o esperado pelo mercado sobre o comércio do país. A divisa americana operou abaixo dos R$ 4 durante toda a manhã.
As exportações e as importações chinesas recuaram menos que o esperado em dezembro. As importações de petróleo marcaram sua máxima recorde e as importações de cobre apresentaram o segundo maior resultado na série histórica, alimentando a demanda por moedas ligadas a commodities.
Às 12h (de Brasília), o dólar à vista, referência no mercado financeiro, opera em queda de 1,66%, a R$ 3,975 na venda. Já o dólar comercial, utilizado no comércio exterior, se desvaloriza 1,68%, a R$ 3,979.
A queda recente do yuan vinha alimentando preocupações com a saúde da segunda maior economia do mundo e deprimindo o apetite por ativos de países emergentes. O banco central da China deixou estável sua taxa referencial para a moeda nesta quarta-feira (13), mesmo assim as bolsas chinesas novamente recuaram.
No mercado brasileiro, operadores ainda aguardam a reunião do Banco Central na semana que vem, que poderá aumentar a taxa básica de juros (Selic), hoje em 14,25%.
PETRÓLEO
Após chegar a casa dos US$ 30, o preço do petróleo tem alta nesta quarta (13), a primeira em oito dias, também influenciado por um maior apetite chinês.
Os contratos do petróleo Brent tinham alta de 2,69%, a US$ 31,69, enquanto que os WIT subiam 2,83%, para US$ 31,31.
BOLSA
Influenciado pelos dados externos e pela recuperação de Vale e Petrobras, o principal índice acionário do país operava em alta.
A terça-feira (12) foi marcada pela queda nas ações das empresas. O mercado se mostrara desconfiado em relação a China e sua demanda por commodities derrubarem a Vale, enquanto que a Petrobras sofreu com a queda nos preços do petróleo e pela divulgação do plano de investimentos da empresa, que prevê retração nas aplicações nos próximos anos.
Às 12h05 (de Brasília), o Ibovespa apresentava alta de 0,71%, aos 39.785 pontos.
As ações preferenciais da Vale, mais negociadas e sem direito a voto, que caíram na terça (12), subiam 3,85%, a R$ 7,54. Já os papéis ordinários tinham alta de 3,71%, a R$ 9,77.
Petrobras também tinha alta, após um dia difícil com a divulgação da redução dos investimentos da estatal.
As ações preferenciais da empresa subiam 2,53%, a R$ 5,67, enquanto que os papéis ordinários da Petrobras apresentavam alta de 2,42%, a R$ 7,16.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 08/12

ÂNGELO RODRIGUES, 70 anos

CALIFÓRNIA
ENACIR MARIA CARDOSO, 53 anos

JANDAIA DO SUL 08/12

MARIA DO ROSARIO DE SOUZA BORGES, 50 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60