Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Anúncio do Boticário causa polêmica e é acusado de machista

Loading...

ECONOMIA

Anúncio do Boticário causa polêmica e é acusado de machista

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A nova propaganda da marca de cosméticos O Boticário tem dividido opiniões nas redes sociais. Embora parte dos consumidores elogie a campanha, outros a criticam por ser machista.
No anúncio, homens e mulheres de três casais em processo de divórcio dão depoimento explicando o que levou o casamento ao fim. Os homens relatam como se acostumaram com a rotina e a parceira, enquanto as mulheres reclamam da mudança de comportamento dos então maridos.
Depois dos relatos, a propaganda mostra as mulheres sendo maquiadas com produtos da marca antes de comparecerem para a assinatura do divórcio. Nos três casos, os homens aparentam surpresa ao verem as ex-mulheres produzidas.
"Tudo pode acabar. Menos a sua autoconfiança" é a frase final estampada no anúncio.
Nas redes sociais, as opiniões se dividiram. "Achei péssima [a propaganda]! Como se beleza pudesse salvar casamentos. Achei muito superficial e machista", disse uma internauta na página de O Boticário no Facebook.
Outras consumidoras aprovaram. "Mais uma vez, o Boticário consegue imprimir delicadeza e inteligência na abordagem de um tema complexo", disse outra internauta.
DIA DOS NAMORADOS
A marca já havia chamado a atenção com a propaganda voltada ao Dia dos Namorados em que retratou a troca de presentes entre casais hétero e homossexuais.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 02/12

DAVI DE SOUZA, 54 anos

ARAPONGAS 02/12

DAVI DE SOUZA, 54 ANOS

MEGA SENA

CONCURSO 1881 · 30/11/2016

03 10 30 44 53 56