Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Preço do tomate sobe 44% e assusta consumidores

Loading...

EM ALTA

Preço do tomate sobe 44% e assusta consumidores

Preço do tomate disparou nos supermercados e quitandas|: salada mais "salgada" - Foto: Sérgio Rodrigo

O tomate, considerado vilão da inflação no ano passado, voltou e a assustar consumidores com preço pressionado pelas condições de produção. De acordo com a Empresa Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), no campo, o valor da caixa de 30 quilos passou de R$ 55 para R$ 120, aumento de 118%. Nas gôndolas de supermercados e quitandas de Apucarana, na região norte do Estado, onde está a maior área plantada do produto, o quilo do tomate tipo ‘saladete’, antes comercializado entre R$ 4,50 a R$ 5,99, está sendo vendido entre R$ 6,98 a R$ 7,99, um aumento de 44% no preço médio do produto.

O preço "salgado" fez o produto desaparecer da lista de compras dos consumidores. É o caso da costureira Maria Eliane Godez, 53 anos. “Não tem como comprar, está um absurdo. O preço do tomate está quase se igualando ao da carne”, compara.

Com a crise e a alta nos preços da cesta básica, Maria procura pesquisar com antecedência antes de sair comprando. “Se não encontro um preço bom, substituo o item por outros com preço melhor. O que tiver caro eu corto mesmo”, afirma. A recepcionista Raquel Oliveira, 31 anos, aprecia muito o fruto e diz que não fica sem. Para economizar, ela precisou reduzir a quantidade para não pesar no bolso. “O preço está muito caro, mas eu amo tomate, não fico sem, como todos os dias. Então vou ter que comprar menos “, conta.

Além do custo, a qualidade também desagrada o consumidor. A reportagem esteve em mercados e quitandas e encontrou frutos pouco vistosos, com manchas e rachaduras. “Além de caro não estão bonitos. Acho vergonhoso ir ao mercado e ter de ficar escolhendo produto porque a maioria está estragado”, reclama a dona de casa Fátima Matos, 50 anos. De acordo com ela, empresários do ramo alimentício precisam ter consciência sobre a quantidade na hora da compra.

“O produtor brasileiro leva desvantagem lá fora porque esses produtos não passam na inspeção de qualidade para exportação. E aqui, as empresas compram em grande quantidade e a gente paga o preço, porque a maioria estraga e vai parar no lixo. Não é à toa que o Brasil é campeão em desperdício. Se tivesse maior rotatividade todos saiam ganhando”, opina. Proprietário de quitanda Wiliam Kitagawa disse que o preço de outros produtos como a batata e a cebola também subiram. “Os produtores estão com dificuldades por causa do tempo de chuva”, comenta.



Preços devem se estabilizar só dentro de três meses 


Engenheiro agrônomo da Emater de Califórnia, Romeu Suzuki confirma que questões climáticas influenciaram o aumento do preço. De acordo com ele, o período de chuvas tem prejudicado o cultivo do fruto a campo. “Entre dezembro e janeiro tem muito plantio de tomate fora das estufas. Com o aumento das chuvas, os produtores estão com dificuldades de realizar a pulverização agrícola para acabar com as doenças”, esclarece.

Sem o controle de pragas, o tomate começou a fugir o padrão de qualidade. “Produtores não estão conseguindo comercializar os tomates manchados e isso também ocasiona a falta do produto no mercado”, diz. O engenheiro frisa que neste período a região de Apucarana está sendo abastecida por plantações do Estado de Goiás. A previsão é que daqui a três ou quatro meses o mercado passe a ser abastecido por produtores da região, o que deve deixar o preço mais amigável.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 08/12

ÂNGELO RODRIGUES, 70 anos

CALIFÓRNIA
ENACIR MARIA CARDOSO, 53 anos

JANDAIA DO SUL 08/12

MARIA DO ROSARIO DE SOUZA BORGES, 50 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60