Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Projeto da UEL quer aproximar estudantes da realidade rural

Loading...

ENSINO SUPERIOR

Projeto da UEL quer aproximar estudantes da realidade rural

Projeto da Uel quer aproximar estudantes da realidade rural. Foto: Assessoria

Estudantes ingressantes do curso de Medicina Veterinária da Universidade Estadual de Londrina (UEL) poderão participar, a partir do próximo ano, do projeto de ensino Ruralidade: motivação vocacional para acadêmicos. O objetivo é apresentar e demonstrar in loco todas as atividades relacionadas à cadeia de produtos de origem animal.

A expansão do mercado de pets no Brasil, associada ao fato de os jovens estarem cada vez mais urbanos, distanciou estudantes da realidade do campo. O projeto pretende apresentar a realidade de propriedades especializadas em produção de carne e leite, frigoríficos, fábricas de produtos lácteos, granjas de aves, suínos, além de fazendas especializadas em caprinos.

Vivência
Segundo o coordenador do projeto, professor Wilmar Marçal, do Departamento de Clínicas Veterinárias, é cada vez mais comum jovens do 1º ou 2º ano sem uma vivência da realidade rural, daí a justificativa do projeto. As atividades serão complementares, não obrigatórias e constam de visitas orientadas às propriedades. Ele explica que, além da urbanidade ser um fator que distancia o jovem das atividades do campo, o Hospital Veterinário da UEL também viu reduzida a demanda de tratamento de animais de grande porte, com forte expansão de cães e gatos.

Esta realidade está baseada em dados nacionais. De acordo com levantamento feito pelo IBGE em 2013, o cachorro de estimação está presente em quase metade dos municípios brasileiros. O número equivale a 28,9 milhões de lares. A população de animais de estimação foi estimada pelo instituto em 52,2 milhões, uma média de 1,8 cachorro por domicílio. A população de gatos, por outro lado, foi estimada em 22 milhões. Os números indicam que o Brasil tem mais pets do que crianças.

Produtor rural
O professor Wilmar Marçal diz que esta tendência se acentuou na última década, refletindo no atendimento clínico de bovinos no Hospital Veterinário da UEL. "Hoje é muito difícil para o produtor rural, sobretudo o pequeno, levar seu animal para um tratamento especializado, até por questões de logística e custos", reforça Marçal, salientando que a demanda do hospital acaba sendo suprida com projetos de ensino que propõe atendimento a pequenos produtores em suas propriedades.
Ainda de acordo com ele, para o estudante que já está ambientado na lida com grandes animais, o projeto acaba servindo como aprimoramento. "Vamos buscar mostrar sempre novas tecnologias, o manejo correto e as nuances dos animais de produção", afirmou.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias