Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Relembre as mortes mais marcantes de 'Game Of Thrones' e quando elas aconteceram

Loading...

SABE DE NADA, JON

Relembre as mortes mais marcantes de 'Game Of Thrones' e quando elas aconteceram

A maioria das mortes pegou muita gente de surpresa, a de Ramsay foi a melhor de todas elas. (Foto: Reprodução)

Parece que matar protagonistas ou personagens importantes é um diferencial que poucas séries conseguem ter sem deixar de agradar o público. E o grande sucesso de 'Game Of Thrones' está nos mostrando isso com uma maestria impar. Apesar de usar de várias vertentes para conquistar cada vez mais espectadores, a grande charada da série é matar seja lá quem for e quando for, mesmo que esse personagem esteja em alta entre seus fiéis fãs.

A totalidade de mortes de personagens que eram ou seriam importantes já ultrapassa números absurdos. Os produtores não pouparam nem mulheres grávidas de reis no massacre. Cerca de 60 mortes de 'gente grande' na série já foram comer grama pela raiz na história de George R. R. Martin.

Abaixo separamos algumas das (melhores) mortes mais marcantes e também muito inesperadas que deixavam nos fãs uma pontinha de esperança de que alguém chegaria e salvaria a pessoa, mas que infelizmente não aconteceu.

1 - Ned Stark (1ª Temporada - Episódio 9 - "Baelor")

O senhor do Norte, Eddard Stark era um dos favoritos de GOT. (Foto: Reprodução)

Um dos maiores exemplos de mortes inesperadas foi logo no final da primeira temporada, quando o possível protagonista (todos nós meros mortais achávamos que ele era 'o cara' do seriado) foi decapitado em plena luz do dia por um dos reis mais odiados de todos os sete reinos Joffrey.

Quando vimos Ned ser preso na frente de suas filhas (Arya e Sansa estavam em Kingsland), não imaginávamos que apesar de todo o ódio de Cersei pelo marido sobraria até mesmo para seu melhor amigo. Assim que Baratheon morre depois de ser atingido por um javali, Ned acaba preso por 'traição' à Joffrey, ao sugerir que ele não seria filho de seu amigo, mas de um caso extraconjugal de Cersei com seu próprio irmão, Jaime.

Sansa foi obrigada a assistir a decapitação de seu pai. (Foto: Reprodução)

Ao dizer para Sansa que perdoaria os 'crimes' de seu pai, Joffrey mente descaradamente, fazendo com que a ruivinha assista de camarote a decapitação de Ned e ainda apelidando a espada que ele usa de o 'Lamento da Viúva', em alusão a morte de seu possível sogro.

2 - Viserys Targaryen (1ª Temporada - Episódio 6 "A Golden Crown")

O jovem Targaryen sonhava em ter a coroa de ouro... (Foto: Reprodução)

A morte do irmão de Daenerys não só era esperada, como muito bem vinda aos fãs da loirinha. Todos sabem que a intenção de Viserys era vender sua irmã em troca do exército de Khal Drogo para enfim regressar a Westeros e retomar seu lugar de direito no trono de ferro.

As ações de Viserys eram nojentas, assim como sua ambição pela coroa de ouro que tanto deseja e cobrava de Drogo como pagamento pelo casamento arranjado por ele e o líder dos Dothrakis. A cena de sua morte foi logo no inicio da temporada e fez com que muita gente não conseguisse olhar pra telinha.

Ao ter medalhões de ouro derretidos e jogados sobre sua cabeça com o loiro ainda vivo foi uma das cenas que mais marcaram as mortes inesperadamente violentas do seriado. E nisso os Dothrakis foram exemplares.

... e Khal Drogo acabou enchendo a cabeça dele com seu sonhado ouro. (Foto: Reprodução)

3 - Talisa Stark - (3ª Temporada - Episódio 9 - "The Rains of Castamere")

Quando Talisa conheceu Robb, ela não imaginava seu destino. (Foto: Reprodução)

Conhecida como Talisa Maegyr, a jovem enfermeira se casou com outro jovem rei do norte, que teve o destino muito parecido com o de seu pai, Ned Stark. A cena do casamento vermelho foi a mais aguardada dentre as primeiras temporadas, dado ao fato de sua crueldade para com mais uma derrota dos protetores do norte.

O que muita gente que assiste a série e não lê os livros não esperava era os requintes de maldade que seriam usados na noite sangrenta, não poupando sequer uma mulher grávida, matando inclusive primeiramente o bebê com golpes de facas em sua barriga.

Dentre esse evento sanguinolento a morte de Robb e Catelyn pelas mãos dos Bolton e dos Freys, quase acabaram ficando em segundo plano quando a jovem Talisa foi duramente esfaqueada, matando qualquer possibilidade de continuação do clã Stark legitimamente. As mortes marcaram o fim da proteção de Winterfell pelos Starks que a essa altura já não era mais do que membros espalhados por Westeros.

Apesar de ser uma cena forte, Talisa deixou todos emocionados. (Foto: Reprodução)

4 - Joffrey Baratheon (4ª Temporada - Episódio 3 - "The Lion and the Rose")

Esse menino parece que estava pedindo pra morrer... (Foto: Reprodução)

Essa morte dá até gosto (literalmente) de lembrar. Um dos personagens mais odiados de todos os tempos na série (hoje nós vemos a quem o reizinho puxou) foi morto com muita crueldade ao ser envenenado na festa de seu próprio casamento.

Uma vingança doce e muito comemorada pelos fãs do clã Stark, que sabiam que cada ação de Joffrey e Cersei eram contra os lobos do Norte. Porém, quem ficou com a culpa de ter matado o menino foi seu tio (outro odiado por ele e sua mãe) Tyrion Lannister, que teve que acabar fugindo para não ser morto pela acusação de Cersei.

O que nós todos ficamos sabendo (ou apenas confirmando) foi que a pessoa que teve tamanha maestria em arquitetar uma morte tão bem feita, estava acima de qualquer suspeita: Ornella Tyrell. A avô da noiva (Margarey) de Joffrey sempre dizia que faria qualquer coisa para salvar e proteger sua família e isso ficou ainda mais claro no último episódio de GOT desse domingo (7x03 - The Queen's Justice), quando após ingerir um veneno que não a mataria de forma cruel, ela confessa que ficou aliviada de não morrer como o filho de Cersei, a quem mandou matar.

A morte de Joffrey foi algo até poético. (Foto: Reprodução)

5 - Oberyn Martell (5ª Temporada - Episódio 8 - "The Mountain and the Viper")

Apesar de ser um dos galãs favoritos da série, Oberyn se foi. (Foto: Reprodução)

A morte de Oberyn de longe foi uma das mais marcantes de todas as temporadas de GOT. Ele estava em Kingsland para exigir seu lugar como um dos conselheiros do sete reinos no conselho de Westeros em nome de Doran e também com o objetivo secreto de vingar a morte de sua irmã, Elia.

A vingança do príncipe, vinha em detrimento da morte e também do estupro de Elia e seus filhos ainda pequenos. De acordo com o que ele tinha de informações, eles foram mortos a mando dos Lannisters, que após o julgamento de Tyrion sob a acusação de matar Joffrey, lhe confirmara.

O que Oberyn já sabia era que o assassino de seus familiares era Sor Clegane, ou simplesmente 'O Montanha', que seria então o adversário do pequeno Tyrion no campo de batalha, após ele ter sido condenado pelo assassinato de seu sobrinho, para que sua vida fosse decidida em um combate. Assim que fora anunciado que o Montanha era o oponente do anão, o príncipe que também era conhecido como a 'Víbora Vermelha', tomou seu lugar e foi para a arena com Sor Clegane.

A principio a luta parecia ser injusta, dado ao tamanho de Clegane, porém, contra todas as apostas, Oberyn conseguiu quase vencer o grandalhão, se não fosse por um descuido de sua vaidade, que o levou a morte por explosão de seu crânio nas mãos do Montanha. Seus olhos foram enterradas em seu rosto e o vencedor da batalha conseguiu esmagar sua cabeça, deixando fãs aterrorizados com a realidade da cena.

Cuidado com a imagem a seguir que apesar de ser fictícia ela é forte:

A cena de sua morte é uma das mais impactantes de todo o 'jogo'. (Foto: Reprodução)

6 - Jon Snow (5ª Temporada - Episódio 10 - "Mother's Mercy")

Esse é o herói que qualquer selvagem gostaria de ter em casa. (Foto: Reprodução)

Essa nem foi uma morte real oficial, porém, não é menos importante. O bastardo da família Stark pode ser a lenda que tanto se fala entre os fãs da série... Apontado como o Azor-Ahai, ao lado de Daenerys Targaryen, o jovem Snow morreu quando era comandante dos Patrulheiros da Noite.

Conhecido por ser um homem bom e justo, assim como seu 'pai' (hoje já sabemos que ele é filho de Lyanna e Rhaegan, possivelmente de um casamento que Sam irá descobrir na Cidadela), o jovem bastardo ganhou espaço entre os protetores da muralha por sua enorme habilidade com a espada. 

Em uma de suas saídas da muralha, ele foi junto a outros patrulheiros em uma incursão para além da montanha e acaba se aproximando dos 'selvagens', fazendo inclusive se passar por um deles, como se tivesse desistido da vida de 'corvo'. Ao tentar regressar para sua vida anterior, Jon acaba traindo a confiança de Selvagens e é preso tentando voltar a Patrulha da Noite.

Após uma série de eventos que incluem a morte de sua amada Ygritte, a luta contra os Outros e até mesmo sua prisão em Black Castle, Jon consegue recuperar o Berrante de Joramun e acaba sendo eleito com a ajuda de Sam, o 998º Lorde Comandante da Muralha.
Quando ele é eleito Jon acaba por autorizar a entrada dos Selvagens na Muralha, no intuito de proteger os mesmos contra os Outros e isso faz com que seus comandados armem um plano para matá-lo, assim como o Lorde Mormont que fora assassinado por um motim.

A cena de Jon morrendo deixou os fãs loucos da vida. (Foto: Reprodução)

Jon então é esfaqueado até a morte por outros patrulheiros que acreditavam que ele já estava corrompido com a convivência dos selvagens e já não teria mais condições de comandar os 'corvos'. O que ninguém esperava era que Melisandre (a feiticeira vermelha), que a essa altura procurava asilo na Muralha, o traria de volta a vida mostrando o poder do Senhor do Fogo e que talvez, Snow seja enfim o 'prometido'.

7 - Ramsay Bolton (6ª Temporada - Episódio 9 - "Battle of Bastards")

Esse aí só perdeu pro Joffrey por falta de tempo. (Foto: Reprodução)

Essa eu deixei por último por se tratar de uma das melhores mortes de todas as temporadas. As ações cruéis de Ramsay só ficam pra trás (ou não) das famigeradas sacanagens de Joffrey.

O que o separou do monarca loiro foram apenas quilômetros de distância e também uma coroa. Acredito que se Ramsay e Joffrey tivessem se conhecido, talvez Westeros nem existisse pra contar o restante da história. O cara decepou o membro de Theon Greyjoy (tá, ele meio que fez por merecer) apenas como uma amostra da 'qualidade de seus erviços' como um bom torturador.

Além de matar muita gente, o jovem e bastardo Bolton também fez o inferno na vida de Sansa, chegando até o ponto de estuprar a mesma na noite de núpcias dos dois. O cara era um capeta em forma de gente e isso ficou muito claro quando ele matou a madrasta e o pequeno filho dela que seria uma ameaça ao seu reinado no norte, entregando os dois (o irmão dele era apenas um bebê recém-nascido) aos seus fiéis cães de caça que aniquilaram a vida dos dois.

O auge da maldade do cara tava a todo vapor quando nosso querido Jon Snow, chegou ao Norte após deixar de ser um dos Patrulheiros da Muralha. Quem não vibrou no episódio mais aguardado dentre as 6 temporadas não sabe o que é sentir emoção. Ver o Ramsay apanhar até quase morrer foi muito legal (merecido, ok?) ainda mais depois da morte trágica e sem noção de Rickon Stark por uma das flechas do malvadão a poucos metros de Snow.

Mas o grand-finale ficou por conta de Sansa que fez o que qualquer um de nós faria: entregou o cara todo esfolado depois de apanhar muito de Jon aos seus 'fiéis' cães de caça que estavam famintos e acabaram matando o Lorde Bolton do mesmo jeito que ele acaba com seus adversários. Sensacional!

Que morte mais linda e merecida. Parabéns, GOT! (Foto: Reprodução)


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias