Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Consumo regular de chocolate é bom para o cérebro, aponta análise científica

Loading...

POTENCIALIZADOR DA MEMÓRIA

Consumo regular de chocolate é bom para o cérebro, aponta análise científica

Comer chocolate aumenta o fluxo sanguíneo em partes chave do cérebro - Foto: Reprodução

Uma equipe de pesquisadores italianos fez uma meta-análise de vários estudos, observando especificamente o que ocorre com seu cérebro imediatamente após o consumo de flavanol de cacau (antioxidantes encontrados em grãos de cacau).

Os cientistas concluíram que o consumo de cacau não só potencializa a memória e a função cognitiva a curto prazo, como a ingestão regular pode ajudar a proteger contra o declínio cognitivo à medida que envelhecemos.

Os pesquisadores constataram também, entre outras coisas, que comer flavonóis de cacau aumenta o fluxo sanguíneo em partes chave do cérebro, melhorando a memória, a capacidade de atenção e até a velocidade de processamento de imagens visuais.

Eles também descobriram que comer chocolate regularmente durante um longo período de tempo afeta a parte do cérebro ligada à cognição relacionada à idade, conforme o portal IFLS.

Isso evidencia que o cacau melhora significativamente o desempenho do cérebro em adultos mais velhos já sofrendo de declínio cognitivo leve. Potencialmente, também, pode proteger contra o declínio cognitivo.

Imagem ilustrativa/Reprodução

Saúde vascular e hipocampo
“Se você olha o mecanismo subjacente, os flavonóis de cacau têm efeitos benéficos para a saúde cardiovascular e podem aumentar o volume sanguíneo cerebral no giro dentado do hipocampo”, explicaram as autoras do estudo, Valentina Socci e Michele Ferrara, da Universidade de L’Aquila, em nota divulgada à imprensa. 

Outro benefício interessante do cacau, percebido especialmente entre as mulheres, é que comer chocolate após uma noite de privação de sono parece contrabalancear seus efeitos negativos e melhorar a função cognitiva.

Privação de sono
Ainda conforme o estudo, a ingestão de flavonóis de cacau pode ser usada como “uma nova ferramenta interessante para proteger a cognição humana” e para tratar diferentes tipos de declínio cognitivo, seja a privação de sono ou um declínio natural da cognição na velhice.

Desavantagem óbvia
Entretanto, os cientistas lembram que existe também uma desvantagem óbvia de consumir muito chocolate: o açúcar e o leite adicionados. Portanto, a melhor escolha, segundo os pesquisadores italianos é o chocolate amargo. 

Antioxidante
Funciona assim: quanto maior a concentração de cacau, melhor a propriedade nutricional. Isso acontece porque a fruta é rica em antioxidante, substância que ajuda na manutenção da saúde. 

Os chocolates do tipo meio amargo possuem entre 40% e 50% de cacau, mas já existem no mercado tipos que podem chegar de 70% a 90%. Além disso, os chocolates mais amargos têm menos açúcar, leite e gordura na fórmula. O pior tipo é o branco, que é mais gorduroso.


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias