Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

'Asteroide da morte' se aproxima da Terra, afirmam cientistas

Loading...

NO DIA 11 DE JULHO

'Asteroide da morte' se aproxima da Terra, afirmam cientistas

o asteroide MS4, de cerca de 250 metros de diâmetro, se aproximará do nosso planeta em 11 de julho - Foto: Reprodução

Cientistas russos da Universidade Federal dos Urais advertem que, no dia 11 de julho, o asteroide MS4, de cerca de 250 metros de diâmetro, se aproximará do nosso planeta. Este asteroide passará a uma distância de 2,92 milhões de quilômetros da Terra, conforme a Agência de Notícias Sputinik.

"É potencialmente perigoso. Se alcançar a Terra, é capaz de destruir a vida no nosso planeta", avalia Vladilen Sanakoev, coordenador do observatório acadêmico da universidade, ao jornal Rossiiskaya Gazeta.

Não representa perigo
Entretanto, o astrônomo afirma que o asteroide não representa perigo imediato para o nosso planeta. Será possível observar o corpo celeste só com grandes telescópios.

Os pesquisadores russos dizem que uma catástrofe deste tipo pode ser evitada se as órbitas dos corpos celestes, sua composição química e características forem cuidadosamente estudadas. Desta forma seria possível desviá-los ou destruí-los.

Satélite e redirecionamento
Entre os planos da Nasa para manter a Terra segura contra os impactos de asteroides e outros objetos espaciais, um dos mais incomuns será testado em breve. 

A agência espacial dos Estados Unidos anunciou recentemente que enviará um satélite para se chocar contra um asteroide e desviar seu percurso, como parte de um teste para avaliar a eficiência dessa estratégia.

A missão recebeu o nome de Dart, que significa "Double Asteroid Redirection Plan" (algo como "plano de redirecionamento de asteroide duplo"). 

"Duplo" porque o alvo dessa vez é o asteróide Didymos. Seu nome vem da palavra grega que significa "gêmeos", porque ele na verdade tem duas partes: uma rocha maior, de cerca de 780 metros de diâmetro (Didymos A), e outra menor, de uns 160 metros de diâmetro, chamada Didymos B.



O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias