Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O sonho dos parisienses se torna realidade: Rio Sena estará liberado para banho em 2017

Loading...

DEPOIS DE QUASE 100 ANOS

O sonho dos parisienses se torna realidade: Rio Sena estará liberado para banho em 2017

Apenas uma extensão estará livre. (Foto: Reprodução)

O famoso rio Sena que corta as ruas de Paris nunca foi adequado para banhos por conter muitas bactérias e outros dejetos. Mesmo sendo um dos maiores desejos entre os habitantes da capital francesa, o rio não poderia ser adentrado com segurança. Porém, esse quadro está tomando novas proporções e de acordo com o divulgado, o local poderá ser utilizado já nesse verão 2017.

A data para que seja inaugurada uma piscina natural de 100 metros de comprimento dentro do lago de La Villette, que cruza um movimentado parque do nordeste da capital já está definida: a partir do dia 17 de julho os parisienses enfim, poderão realizar um sonho e nadar nas margens do rio.

Quem garante o triunfo é o responsável por esportes e lazer da prefeitura de Paris, Jean-François Martins. “Essa é só a primeira etapa de um caminho que percorreremos por todo o canal. Nosso próximo passo será em 2019, quando vamos garantir a segurança para uso no Daumesnil, no parque de Vincennes, a oeste da cidade.”

As bactérias enterococcus e Escherichia coli (E. coli) que impediam o uso regular do rio diminuíram consideravelmente segundo Jean-François. “Até 2024 nós vamos limpar pelo menos mais 2 pontos da cidade, para garantir que nossos verões sejam mais refrescantes.”. De acordo com ele, foram necessários mais de 15 anos para que enfim o rio pudesse ser parcialmente limpo.

Os cálculos da prefeitura é de que cerca de 300 pessoas poderão nadar na piscina natural entre julho e setembro. “A extensão terá todas as garantias de segurança para o bem-estar da população com salva-vidas, ao contrário do que aconteceu no ano passado, dessa vez haverá ordem e cuidados.”, lembra ele.

O responsável se refere a invasão dos ‘banhistas de rua’, que em 2016 tomaram conta do canal, mesmo havendo a proibição desde 1923 com multa de 11 euros para quem entrasse no rio e a poluição do mesmo de bactérias, devida as altas temperaturas do verão europeu.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias