Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Quem é o escritor Caio Fernando Abreu que impera nas redes sociais? Entenda

Loading...

GRANDE AUTOR

Quem é o escritor Caio Fernando Abreu que impera nas redes sociais? Entenda

O autor é ícone nas redes sociais. (Foto: Reprodução)

Muitas vezes onde não encontramos inspiração no nosso dia a dia, recorremos a ideias e pensamentos que não são exatamente nossos, mas definem com perfeição o que queremos. Um dos nomes mais conhecidos, procurados e replicados pelas redes sociais é o do jornalista Caio Fernando Abreu. Não é raro encontrar suas frases soltas em perfis famosos que se especializam em poesia no Instagram ou em legendas de fotos no Facebook, bem como páginas dedicadas somente ao autor.

A predileção pelo escritor brasileiro se dá pelos seus versos que retratam que a vida deve ser vivida intensamente e que o passado esquecido. Porém, mesmo tão famoso e procurado pela nova geração, o autor brasileiro nunca teve nada além de seu nome divulgado. A vida do Riograndense Caio sempre foi cercada de muitas reviravoltas e pela sua imensa paixão por escrever, aos seis anos ele já escrevera seu primeiro texto.

Apesar de muito jovem, Caio sempre soube que escrever seria sua vida e, mesmo tendo nascido no interior do Rio Grande do Sul ele se suma para a capital para ter melhores condições de estudos, o que lhe garante então a vaga no curso de Letras e Artes Cênicas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Com apenas 20 anos, Caio já havia escrito e publicado dois livros e diversas crônicas em revistas famosas na época, dentre elas, a revista Cláudia. O que ocasiona o convite para integrar a redação da revista Veja, quando ele é selecionado em um concurso. A faculdade então é abandonada para que Caio se mude para São Paulo e comece a trabalhar.

As muitas reviravoltas da vida do escritor de estilo único e revolucionário, dentre elas a amizade com o saudoso Cazuza em uma repentina mudança para o Rio de Janeiro no fim dos anos 60, garantem a ele a antipatia do governo ditatorial e em 1971 ele é perseguido e preso quando retorna ao Rio Grande do Sul, sendo que pouco tempo depois, ele se vê obrigado a deixar o Brasil, exilando-se na Europa, onde deixa sua paixão de lado para lavar pratos para sobreviver. Após passar meses nessa situação, Caio consegue enfim voltar as terras tupiniquins e publica mais livros que descrevem com perfeição o que passara na ditadura militar, dentre as obras publicadas no começo dos anos 80, está seu maior clássico ‘Morangos Mofados’.

Caio Fernando Abreu em seus últimos anos. (Foto: Reprodução)

Após muitas idas e vindas no período de 83 a 94 entre o eixo Rio-São Paulo e Porto Alegre e, vários prêmios acumulados por suas grandes obras e colaborações com os veículos da imprensa nacional, o autor despede-se de seu público com uma sequência de 3 cartas divulgadas em sua coluna no jornal O Estado de São Paulo onde revela ser portador do vírus da AIDS, que lhe ceifaria a vida menos de 2 anos depois das publicações. Então no dia 25 de fevereiro de 1996, mesmo data em que Mário de Andrade também deixava esse mundo, o escritor conhecido por seus brincos prateados, morre em Porto Alegre.

Caio sempre retratou a vida com paixão, sabendo que um dia tudo teria seu fim. Entre suas mais diversas obras que incluem contos, poemas, novelas e romances, o autor sempre foi fiel ao seu estilo único em todos os temas abordados e de uma maneira direita, sem deixar nada subentendido, fazendo com que seus textos e versos sejam reproduzidos por diferentes gerações, sendo sempre atemporais e extremamente atuais.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias