Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Para a Coreia do Norte, teste confirma que o país pode lançar mísseis nucleares

Loading...

ESTADOS UNIDOS AO ALCANCE

Para a Coreia do Norte, teste confirma que o país pode lançar mísseis nucleares

Míssil norte-coreano Hwasong-12 - Foto: Wong Maye-E / AP

O mais recente teste com um míssil balístico da Coreia do Norte mostrou que opaís tem condições de lançar mísseis com uma “ogiva nuclear de grande porte” por longas distâncias, divulgou a agência estatal norte-coreana KCNA nesta semana.

O míssil de longo alcance Hwasong-12foi lançado nesta semana de uma base próxima à fronteira com a China, tendo voado por 787 quilômetros por 30 minutos em direção ao Mar do Japão, onde caiu, segundo militares dos EUA e da Coreia do Sul.

Em declarações reproduzidas pelo jornal sul-coreano Korea Times, a agência estatal informou que o líder norte-coreano Kim Jong-un acompanhou o lançamento do míssil, que atingiu uma altitude de 2.111 quilômetros antes de cair no mar.

De acordo com a KCNA, o sucesso do teste revela que o território dos Estados Unidos e suas operações no Pacífico estão ao alcance dos mísseis de Pyongyang. À rede americana CNN, o engenheiro aeroespacial John Schilling afirmou que o avanço norte-coreano é significante.

“O mais recente teste de mísseis bem sucedido da Coreia do Norte representa um nível de desempenho nunca antes visto de um míssil norte-coreano”, avaliou Schilling. O tempo de voo permite classificar o míssil lançado como sendo de longo alcance.

No entanto, militares sul-coreanos acreditam que a Coreia do Norte ainda não domina completamente a tecnologiaque permita aos seus mísseis ultrapassar a atmosfera terrestre e retornar a ela, aspecto fundamental para o desenvolvimento de mísseis intercontinentais (ICBM).

Avanço
A capacidade norte-coreana de produzir ogivas nucleares pequenas o bastante para municiarem um míssil de longo alcance também é questionada por especialistas norte-americanos, mas os EUA reconhece que o país asiático está avançando nesse sentido.


As informações são do jornal britânico The Guardian

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias