Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Pesquisadores franceses afirmam que substância pode curar o alcoolismo

Loading...

ESPERANÇA PARA OS DEPENDENTES

Pesquisadores franceses afirmam que substância pode curar o alcoolismo

3,3 milhões de mortes por ano em todo o mundo são resultado do uso nocivo de álcool - Foto: alcoolismo.com.br

Pesquisadores franceses garantem que uma substância química pode representar a “cura milagrosa” para o alcoolismo, conforme resultados de estudo divulgados em uma conferência em Paris.O estudo envolveu 320 pessoas com o hábito de beber bastante, com idade entre 18 a 65 anos. 

O ensaio comparou a segurança e a eficácia do fármaco administrado a alguns participantes em doses elevadas a uma pílula “placebo” administrada a outros. Nem os participantes do ensaio nem seus monitores sabiam quem estava recebendo qual pílula e os pacientes não foram convidados a abster-se de álcool.

Os resultados são surpreendentes: 57% daqueles que adquiriram a droga real pararam de beber ou beberam menos, comparados a 37% daqueles que adquiriram o placebo. Um segundo estudo também indicou que as pessoas que receberam o medicamento fizeram cortes maiores na bebida em comparação com aqueles que receberam um placebo.

Autoridades de saúde pública francesas aprovaram uso de Baclofeno em 2014 para o tratamento do alcoolismo. O medicamento foi originalmente projetado e amplamente utilizado para tratar espasmos musculares.

Uso sem receita
Estima-se que muitas pessoas em outros países também usam a droga sem receita médica para combater o alcoolismo. O interesse mundial foi provocado pelo livro “Le Dernier Verre” (O Último Copo, em tradução livre), do cardiologista francês-americano Olivier Ameisen, que afirmou ter auto-tratado seu alcoolismo com altas doses de Baclofeno.

Um estudo francês posterior descobriu que altas doses da droga fizeram com que uma percentagem significativa de bebedores desistisse ou moderasse a sua ingestão de álcool. 

Controvérsia
Vários ensaios desde então têm surgido com descobertas contraditórias. No ano passado, por exemplo, pesquisadores holandeses em um estudo diferente descobriram que a droga pode não funcionar melhor do que o simples aconselhamento. “Sem provas de sua eficácia, a prescrição de altas doses do medicamento conhecido como Baclofeno pode ser irresponsável”, advertiram na época.

Comercialização
O Ethypharm, laboratório que desenvolve a droga, disse na última sexta-feira que apresentará um pedido até o final do mês para a comercialização do Baclofeno no tratamento do alcoolismo na França. 

3 milhões de mortes por ano
Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), 3,3 milhões de mortes por ano em todo o mundo são resultado do uso nocivo de álcool – quase 6% de todas as mortes registradas no planeta anualmente.

As informações são do portal medicalxpress.com

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias