Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Polícia do Paraná prende mulheres suspeitas de roubar R$ 800 mil

Loading...

CRIME ELUCIDADO

Polícia do Paraná prende mulheres suspeitas de roubar R$ 800 mil

Delegado-chefe da DFR, Matheus Laiola, afirma que com a prisão das duas mulheres crime foi elucidado - Foto: SESP

Agentes da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) de Curitiba prenderam, na madrugada de terça-feira (17), duas mulheres de 22 e 36 anos suspeitas de participação em um roubo a residência ocorrido em outubro de 2016, no bairro Mercês. Uma foi localizada em sua moradia no município de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, e outra na cidade de Guaratuba, no litoral do Paraná. O assalto rendeu cerca de R$ 800 mil aos criminosos.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações indicaram que a quadrilha é formada pelas duas suspeitas e mais dois homens que teriam marcado uma consulta em um consultório odontológico localizado em um prédio no bairro Mercês, usando nomes falsos.

Ao chegarem ao local, renderam os funcionários e clientes do estabelecimento dirigiram-se a dois apartamentos que ficavam no mesmo edifício, onde roubaram cerca de R$ 800 mil em joias, dinheiro, objetos eletrônicos e uma arma de fogo.

Durante as investigações, um homem de 19 anos foi preso em flagrante em dezembro pelo crime de porte ilegal de arma de fogo com numeração suprimida. Na ocasião, as vítimas foram chamadas até a DFR e reconheceram ele com um dos autores do assalto.

A polícia apurou ainda que a mulher de 36 anos era ex-funcionária de uma das residências que foram roubadas, e por isso tinha informações privilegiadas sobre a rotina das vítimas.

Ela foi localizada na madrugada desta terça-feira. Já sua comparsa residia em Guaratuba, onde foi encontrada. As duas foram encaminhadas à DFR onde permanecem presas, à disposição da Justiça. Ambas tinham passagem pelo crime de lesão corporal simples, mas agora responderão pelos crimes de roubo agravado e porte ilegal de arma de fogo.

Elucidação total
O delegado-chefe da DFR, Matheus Laiola, afirma que com a prisão das duas mulheres e a identificação do segundo homem envolvido no assalto, através de imagens gravadas no dia do roubo, foi possível elucidar o crime totalmente. “

Das quatro pessoas que participaram da ação criminosa, três estão presas e as diligências continuam a fim de localizar Wagner”, completa Laiola.

Com informações do portal da SESP/PR

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias