Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Pedido de doação de sangue raro viraliza e ajuda publicitário de Curitiba com câncer

Loading...

SOLIDARIEDADE NA NET

Pedido de doação de sangue raro viraliza e ajuda publicitário de Curitiba com câncer

Família de Curitiba mora em São Paulo há dois anos: publicitário luta contra o câncer - Foto: Miramaia Torres Graça/Arquivo pessoal

O publicitário curitibano Pedro Franco, de 42 anos, luta contra um câncer há quase dois anos. Internado no Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo, ele necessita com frequência de doações de sangue do tipo O negativo, o mais raro. Às vezes, são necessárias cinco transfusões em um dia, como foi nesta semana. Por essa razão, família e amigos se mobilizaram.

Além de postagens populares da esposa no Facebook, três amigos criaram um GIF que viralizou na internet depois de ser postado na terça-feira (3) nas redes sociais. 

A animação com fotos de Pedro e da família fala um pouco sobre a vida do publicitário e ainda sobre a necessidade de doações: "Esse é o Pedro. O Pedro tem uma família. O Pedro é um super pai. O Pedro é lutador. O Pedro é Flamengo. O Pedro é fã do Pearl Jam. O Pedro tem muita coisa positiva. Mas precisa de uma negativa. Sangue tipo "O" negativo. No Hospital Oswaldo Cruz. Obrigado", conta o GIF.

Reprodução

Conforme a esposa Miramaia Torres Graça, de 34 anos, depois das postagens e do GIF, as doações aumentaram muito. "A gente começou uma campanha na terça-feira [3] e, em 48 horas, houve uma movimentação gigantesca. O hospital não estava dando conta", relata. A instituição chegou a emitir, um dia depois, um comunicado agradecendo e pedindo que os doadores agendem horário para evitar transtornos e reclamações. 

Comunicado do hospital
"Em função da limitada estrutura física de nosso banco de sangue, hoje recebemos um número de doadores acima de nossa capacidade de atendimento com a agilidade e atenção que os doadores merecem", diz o comunicado. Na quinta-feira (5), 100 bolsas de sangue foram doadas; isso sem contar as pessoas que não puderam doar por não atender às exigências para doação. 

Descoberta da doença
Pedro e Miramaia, que também é de Curitiba, têm duas filhas, de quatro e dois anos. A família mudou para São Paulo há 10 anos. Há um ano e oito meses, Pedro descobriu o câncer, que começou no intestino. Ele está internado há 40 dias no Hospital Oswaldo Cruz, onde, segundo a esposa, está consciente e muito feliz com as ações da família e dos amigos.

Com informações do G1

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias