Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Governo projeta que ano letivo deve terminar só em fevereiro/2017

Loading...

APÓS OCUPAÇÕES E GREVE

Governo projeta que ano letivo deve terminar só em fevereiro/2017

- Atualizado em 19/10/2016 06:06
Colégios ocupados por estudantes no Paraná totalizam 642 estabelecimentos - Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

As aulas deste ano letivo podem ter o encerramento apenas em fevereiro de 2017, em razão de greves e do movimento de ocupação das escolas do Paraná. A estimativa é da Secretaria Estadual de Educação (Seed) e foi divulgada nesta terça-feira (18) – segundo dia de greve dos professores e funcionários da educação e 16º dia de ocupação de colégios.

O calendário escolar estabelecia aulas até 21 de dezembro. "Janeiro é mês de férias para professores e funcionários. Possivelmente teremos que repor em fevereiro", avaliou a secretária Ana Seres em nota oficial divulgada pela pasta. Conforme a Sesd, cada escola terá que elaborar uma proposta de calendário de reposição. De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases (LDB) devem ser cumpridos 200 dias letivos e 800 horas/aula no ano.

642 colégios ocupados
O movimento Ocupa Paraná informou na manhã desta terça-feira que 642 colégios estão ocupados; 11 universidades e dois núcleos foram fechados devido à mobilização. A Secretaria de Educação confirma a ocupação de 630 escolas, que representam 27% das unidades de ensino sob responsabilidade do Estado.

Confira os colégios ocupados no estado, conforme o Ocupa Paraná.

Greve
Dados do Governo do Paraná apontam 47% das escolas públicas estaduais estão funcionando normalmente. Por causa da greve,  21% das instituições de ensino no estado estão funcionando parcialmente e em 4,5% paralisaram as atividades totalmente.

O presidente da APP, Hermes Leão, explica que "um dos principais motivos que levou à paralisação da categoria foi o fato de o governador Beto Richa (PSDB) ter voltado atrás no compromisso de pagamento da data-base da categoria para janeiro de 2017". 

A emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017 que altera o pagamento dos servidores foi apresentada pelo governador Beto Richa (PSDB) na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) no dia 3 de outubro e começou a ser analisada pela comissão de orçamento.

Sem reajuste
Com a emenda, o governo suspende o pagamento do reajuste dos servidores, garantindo apenas as promoções e progressões de carreira de forma parcelada. De acordo com a Secretaria da Fazenda, não há dinheiro para pagar o reajuste e as progressões e promoções.

Com informações do G1

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 06/12

VICTOR FUGANTI, 94 ANOS

ANTÔNIO JACOMETO, 81 ANOS

GUILHERME GONÇALVES SOARES, 17 ANOS

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41