Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Jejum intermitente: novo método de emagrecimento provoca discussão 

Loading...

DIETA

Jejum intermitente: novo método de emagrecimento provoca discussão 

- Atualizado em 09/10/2016 21:12
Novo estilo de se alimentar tem dado o que falar na internet

Dietas, dietas e mais dietas. Todos os dias ouvimos falar em novos métodos que ajudam no emagrecimento. Porém, um novo estilo de se alimentar tem dado o que falar na internet, principalmente, após a atriz Deborah Secco revelar que é adepta do jejum intermitente. Nesse método, a pessoa fica sem comer de 12 ou mais horas.

No entanto, Jejuar não é algo novo. Há milênios o jejum é praticado por diferentes civilizações e culturas, em várias religiões. Algumas pessoas se adaptam ao estilo de dieta, outras não, como é o caso de Angela Maria Catarina dos Santos, 41 anos. A dona de casa seguiu o jejum durante o mês de junho e ficava sem se alimenta por 16 horas. “Minha barriga secou e meu percentual de gordura baixou bastante neste tempo em que segui o jejum”, conta.

No começo, a dona de casa se adaptou ao estilo e não deixava de seguir a dieta até mesmo nos finais de semana. Porém, no final deste período de um mês, ela começou a se sentir fraca e com problemas de concentração. “Até as pessoas que convivem comigo perceberam que eu estava aérea naqueles últimos dias de dieta”, recorda.

Angela frequenta diariamente academia e faz cerca de duas horas de musculação. Como ela estava fazendo o jejum na parte da noite até pela manhã, treinava sem se alimentar. “Acredito que pessoas como eu, que treinam pesado musculação, não podem fazer o jejum porque ficam fracas. No entanto, para quem quer perder peso ela é ideal. Desde que parei, não engordei mais”, complementa.

Jejuar é saudável?

A Uau! investigou para saber mais sobre esse método de emagrecimento e contou com a ajuda do nutricionista esportivo Flávio dos Anjos, de Apucarana. “Esse método dá resultado, assim como qualquer outra dieta. No entanto, é algo novo e ainda não existem estudos que comprovem o que pode acontecer a longo prazo no organismo dos adeptos. Eu não indico, nem recomendo”, reforça.

Flávio diz que o jejum Intermitente é um estilo de dieta gira em torno de ficar sem se alimentar por longos períodos de tempo e depois comer nas horas chamadas “janelas de alimentação”. Segundo o nutricionista, o método é descrito de várias maneiras, as mais utilizadas são jejuar por 16 horas e depois comer em 8 horas, ou fazer jejum de 20 horas e comer em 4, ou jejum de um dia e comer o que quiser no outro.

Segundo Flávio, o jejum intermitente pode se apresentar como uma estratégia para aqueles indivíduos que encontram grande dificuldade em fazer a restrição calórica contínua. “Os efeitos desta restrição de energia intermitente a longo prazo permanecem obscuros. O número de estudos a longo prazo realizados é muito limitado”, ressalta.

Bebidas não calóricas, como chá e água, Flávio esclarece que são liberadas durante o período de restrição alimentar. O profissional alerta que o jejum não é recomendado para crianças, mulheres grávidas e que amamentam, e pessoas com históricos de bulimia e anorexia.

Para Flávio, é preciso refletir e ter bom senso na aplicação de qualquer método de emagrecimento. “Não existe regra, achismo, ditadura nutricional. Existe individualidade no tratamento de cada paciente. Procure um médico e nutricionista para avaliar”, complementa.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MAUÁ DA SERRA 09/12

CLAUDENIR COELHO SOARES, 35 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60