Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Temporada teve 905 salvamentos, 40 mil atendimentos em saúde e 2 mil prisões no Paraná

Loading...

BALANÇO DA OPERAÇÃO VERÃO

Temporada teve 905 salvamentos, 40 mil atendimentos em saúde e 2 mil prisões no Paraná

O Corpo de Bombeiros fez 905 salvamentos e 14.064 atendimentos a pessoas com queimaduras - Foto: AEN

A Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná divulgou nesta semana um balanço dos trabalhos realizados durante a Operação Verão Paraná. O Corpo de Bombeiros fez 905 salvamentos e 14.064 atendimentos a pessoas com queimaduras por água-viva durante a operação Verão Paraná.

Foram localizadas 475 crianças perdidas. Na temporada, a Polícia Militar prendeu 2.128 pessoas por perturbação do sossego, crimes contra o patrimônio, furtos e roubos. O helicóptero do Governo do Estado fez 39 resgates. Na área da saúde, foram mais de 40 mil atendimentos.Essas foram algumas das principais ações do Governo do Estado durante o Verão Paraná 2015/2016 realizada no Litoral, que recebeu mais de 3 milhões de veranistas, e nas Costas Norte, Oeste e Noroeste. O balanço foi apresentado nesta terça-feira (16) pelo coordenador da operação, coronel Adilson Castilho Casitas, que é chefe da Casa Militar e coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil do Paraná, e por representantes de todas as áreas que participaram das ações.

“Superamos todas as expectativas”, afirmou o coronel Castilho. Iniciada em 23 de dezembro e concluída em 10 de fevereiro, o Verão Paraná reforçou a presença do Estado em ações de segurança, saúde, meio ambiente, saneamento, energia e meio ambiente no Litoral e Costa Norte, Oeste e Noroeste do Paraná. “Fizemos um planejamento para a aplicação gradativa das forças de segurança e das secretarias estaduais envolvidas no Verão Paraná e otimizamos os recursos para diminuir as despesas”, explicou o coordenador da operação Verão Paraná. “Diversas medidas foram tomadas sem comprometer a qualidade da prestação de serviços. Ao contrário, nas forças de segurança tivemos uma produtividade melhor e uma resposta mais rápida à sociedade, com a resolução, às vezes imediatas, de crimes”, ressaltou o coronel Castilho.

MAIS SEGURANÇA – Em quase 50 dias de operação Verão Paraná, a Polícia Militar abordou 43.580 pessoas e prendeu ou apreendeu 2.128 pessoas. Foram cumpridos 114 mandados e lavrados 717 Termos Circunstanciados. Nas ações, os policiais militares apreenderam 53 armas, 43,92 quilos de drogas (maconha, cocaína, crack, pasta base), além de ecstasy e LSD. Foram recuperados 66 veículos roubados. No Litoral e interior, a Polícia Militar contou com um efetivo total de 1.663 militares estaduais. A maior concentração de ações foi no Litoral, para onde, de acordo com o Batalhão de Polícia Rodoviária, o fluxo de entrada nas rodovias estaduais em direção à região foi de 1.224.554 veículos.

O secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, elogiou a atuação das forças de segurança durante a operação. “Fazer a gestão da segurança pública de mais de 3 milhões de pessoas durante este período exige muita dedicação”, disse. Nas ações educativas e preventivas, a Polícia Militar entregou de 10.451 pulseirinhas de identificação para ajudar a encontrar crianças que perdem dos pais e 2.850 lixeiras para automóveis, diversos folders e jornais. A Patrulha do Sossego, que combate a perturbação, abordou 2.035 pessoas e 171 veículos. Também foram lavrados 92 autos de infração de trânsito e 79 Termos Circunstanciados por Perturbação do Sossego. “Cumprimos o trabalho de garantir a segurança da população”, avalia o comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Juceli Simiano Junior.

O patrulhamento tático com quadriciclos garantiu mais agilidade e velocidade na chegada ao local de ocorrências. Nesta temporada, o projeto Surf Salva capacitou dezenas de surfistas moradores das comunidades litorâneas sobre a prevenção ao afogamento.

CIVIL 
– A Polícia Civil fez cerca de 2.900 atendimentos nas delegacias de Guaratuba, Matinhos, Ipanema, Antonina, Morretes e Pontal do Sul, somando 2.126 Boletins de Ocorrência, 267 termos circunstanciados, 86 inquéritos policiais instaurados, além de 245 flagrantes. Os policiais civis prenderam 306 pessoas e 799 foram conduzidas até as unidades policiais, apreendeu 31 veículos e 11 quilos de drogas, além de 24 armas de fogo, 415 munições e 15 armas brancas. “As forças policiais desempenharam um excelente trabalho, com resultados expressivos no combate a criminalidade no Litoral”, disse o delegado-geral da Polícia Civil, Julio Cezar dos Reis.

SAÚDE – Mais de 40 mil atendimentos em saúde foram realizados no Litoral durante a temporada. Foram 38.714 casos atendidos em hospitais e unidades de saúde dos sete municípios da 1ª Regional. O Samu Litoral realizou 4.549 remoções, 405 atendimentos do Siate e 39 resgates com o helicóptero. “Reforçamos o quadro de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem para garantir que todas as demandas fossem atendidas”, disse o diretor de Políticas de Urgência e Emergência da Secretaria da Saúde, Vinicius Filipak. Foram registrados 123 afogamentos no Estado e oito resultaram em óbitos. O número de acidentes com águas-vivas aumentou nesta temporada. Foram 14.062 casos, contra 2.481 na temporada anterior.

TENDAS – As três tendas da saúde montadas nas praias de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná realizaram, no total, 24.487 procedimentos. Mais de 15 mil foram testes rápidos de HIV, Sífilis, Hepatite B e C. Os espaços também estavam aptos a aferir pressão arterial, medir taxa de glicemia e dar o primeiro atendimento a queimaduras de águas-vivas ou pequenos ferimentos. Em média, 40 mil pessoas buscaram orientações sobre a área da saúde nas ouvidorias itinerantes do Sistema Único de Saúde (SUS), montadas em Guaratuba e Matinhos. Além disso, 1.200 cidadãos responderam pesquisas de satisfação e puderam dar sugestões a respeito dos serviços oferecidos pelo SUS no Estado do Paraná. A Vigilância Sanitária reforçou as fiscalizações nos municípios litorâneos. As equipes de saúde fizeram 108 inspeções em estabelecimentos comerciais, como supermercados, mercados de peixes, lanchonetes, bares e restaurantes. As visitas geraram 126 notificações de irregularidades. 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MAUÁ DA SERRA 09/12

CLAUDENIR COELHO SOARES, 35 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60