Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Se sentindo triste? DNA de neandertal é o culpado

Loading...

GENÉTICA

Se sentindo triste? DNA de neandertal é o culpado

O homem de Neandertal é uma espécie extinta, do gênero Homo que habitou a Europa e partes do oeste da Ásia, há cerca de 350 000 anos atrás. Fonte: newsweek.com

Há cerca de 50.000 anos, humanos anatomicamente modernos migraram para fora da África e cruzaram com neandertais, nossos distantes parentes. Como resultado, alguns humanos que vivem atualmente exibem traços genéticos semelhantes. Mas só foi recentemente, com o avanço da genética, que os cientistas descobriram o quanto os Neandertais foram importantes para a evolução do homem moderno.

"Nos últimos 10 anos, ocorreu uma revolução em nossa capacidade de analisar o DNA de fósseis antigos, e isso revelou algumas coisas maravilhosas a respeito da evolução moderna e da história evolutiva humana," afirmou Tony Capra, professor assistente de ciências biológicas na Universidade Vanderbilt.

Um novo estudo publicado essa semana sugere que vários genes que influenciam nossa vulnerabilidade a muitas doenças comuns derivaram parcialmente de DNA de neandertais. Os pesquisadores, que publicaram seu estudo na revista científica Science, encontraram fragmentos de genes relacionados a doenças envolvendo a pele, sangue, sistema imunológico, depressão e vício que se assemelham a partes do genoma humano.

Para o estudo, os pesquisadores analisaram um mapa de grupos de genomas de neandertais, bem como estatísticas relativas à saude de 28.000 adultos de origem europeia. Os cientistas primeiramente identificaram 135.000 variações genéticas em neandertais e compararam essa informação com os dados dos humanos.

Eles descobriram que as variações genéticas no genoma neandertal se correlacionam com traços genéticos de risco para uma grande quantidade de doenças que afetam a nós Homo sapiens. Elas incluem a depressão e certas desordens sanguíneas como a hipercoagulação, a qual aumenta o risco de ataques cardíacos.

As descobertas relativas à depressão são especialmente intrigantes, uma vez que outras pesquisas identificaram as mesmas variações genéticas como sendo causadoras de certas doenças neurológicas e psicológicas.

Fonte: Newsweek, por Jessica Firger

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 01/12

ALZIRA GUERINO, 88 anos
MARCOS ANTÔNIO PEGORER, 52 anos
ARMANDO TOALIARI, 79 anos

APUCARANA 01/12

JESUÍNO JOSE RIBEIRO, 84 anos
CLEMENTE LEITE DA SILVA, 77 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1881 · 30/11/2016

03 10 30 44 53 56