Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Detran-PR dá dicas para motoristas sobre como agir em casos de deslizamento e alagamento

Loading...

DIREÇÃO DEFENSIVA

Detran-PR dá dicas para motoristas sobre como agir em casos de deslizamento e alagamento

Detran orienta motoristas como agir em casos de deslizamento e alagamento. Foto - Arnaldo Alves / AEN.

primeira quinzena de 2016 no Paraná foi marcada por seis deslizamentos de terra e cinco alagamentos que afetaram mais de mil pessoas. Para prevenir acidentes, o Departamento de Trânsito (Detran), com apoio da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, orienta os motoristas sobre como proceder em casos de condições adversas nas estradas. “É importante que o motorista se informe e saiba reagir mediante as situações que saem do controle para que a vida seja preservada”, observa o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. 

As chuvas reduzem a visibilidade dos motoristas e aderência dos pneus dos veículos, principalmente em curvas. Além disso, aumentam o espaço percorrido em frenagens e dificultam manobras de emergência. “Quando o condutor dirige sob forte chuva é importante reduzir a velocidade, aumentar a distância dos demais veículos, manter os faróis baixos acesos e evitar passar por poças ou lugares com acúmulo de água”, explica a chefe de programas educativos do Detran, Noedy Bertazzi.

“No caso dos motociclistas, a roupa apropriada e a capa impermeável são essenciais para proteção”, diz ela. Em casos de alagamentos o motorista deve evitar dirigir em áreas desconhecidas. Em muitos casos é mais seguro abandonar o carro e se deslocar para uma área mais alta e nunca atravessar uma rua com águas acima da altura dos pneus. Se conseguir seguir em frente ele deve manter sempre a primeira marcha engrenada e aceleração constante. Nos deslizamentos o mais importante é parar a uma distância segura do local e sinalizar e isolar a região para evitar que outras pessoas passem por ali. Por mais que terra e pedras já tenham deslizado o processo ainda pode continuar. Em casos de emergência o telefone do Corpo de Bombeiros é 193. 

EQUÍVOCOS Em casos de alagamentos o principal equívoco do motorista é tentar atravessar as águas. Com esta ação ele se expõe a vários riscos, inclusive de afogamento, pois a água pode esconder buracos na via. A velocidade das águas também pode arrastar pessoas e carros. Nos casos de deslizamentos o perigo é estacionar próximo à área do acidente, pois o processo pode continuar e atingir o veículo parado. 

Em casos de alagamentos o principal equívoco do motorista é tentar atravessar as águas


BALANÇO - Em 2015 houve um aumento de 131, 25% no número de deslizamentos no Paraná em relação a 2014. Foram registradas 37 ocorrências em 28 municípios. Já o número de ocorrências por alagamentos foi menor de 2014 para 2015, de 74 caíram para 62. Dos 44 municípios alagados Curitiba, Colombo, Guaratuba, Maringá e Ponta Grossa estão na lista dos mais atingidos. Apesar de os alagamentos e deslizamentos continuarem sendo um problema em diversos municípios o número de pessoas afetadas foi menor. Em 2014 foram atingidas 528.152 pessoas e em 2015 foram 31.783. 

Enxurrada levou pontes e bloqueou rodovia no Paraná


A Defesa Civil explica que uma das razões que justifica a queda do número de pessoas atingidas são os trabalhos de prevenção e preparação aos desastres. “Já temos 1.047 locais mapeados no Paraná, sendo que 220 são áreas de deslizamentos. Assim é possível qualificar os recursos para preparar estas comunidades para casos de desastres”, diz capitão da Defesa Civil, Romero Nunes da Silva Filho. 

TREINAMENTO - Em 2015, o Detran, por meio da Escola Pública de Trânsito, compartilhou o sistema de videoconferência e telessalas para o treinamento de 586 integrantes das Coordenadorias Regionais e Municipais de Proteção e Defesa Civil. De acordo com o Grupo de Trabalho em Previsão Climática Sazonal do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, o volume e a intensidade das chuvas na região Sul do País devem ser intensificados nos próximos três meses.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

APUCARANA 05/12

YOSHIMATSU NIKI, 99 anos

SULINA ANTONIA DA SILVA, 82 anos

JOSE BECEL, 80 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41