Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

No PR, moradores atingidos pela falta de água terão desconto na tarifa

Loading...

CONTA DA SANEPAR

No PR, moradores atingidos pela falta de água terão desconto na tarifa

Governador Beto Richa se reuniu ontem com prefeitos da região noroeste | Foto: AEN

O governador Beto Richa anunciou ontem, em Maringá, um desconto na tarifa de água e esgoto para toda a população que ficou desabastecida nos últimos dias por causa dos problemas ocasionados pelas fortes chuvas. A medida vale para sete municípios, incluindo Apucarana e Arapongas. Em Maringá o desconto foi determinado em 20%. No mesmo encontro, que contou com a participação do ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, também foi anunciada a criação de um fundo para enfrentar desastres naturais.

Em Maringá, o desconto de 20% será para todos os moradores, independente do consumo registrado. A Sanepar informa que quem não receber o desconto nesta fatura, receberá na próxima, já que em alguns locais a leitura já foi feita. Também receberão um desconto os moradores das cidades de Londrina, dos distritos de Guaravera e Guairacá (de Londrina), e ainda de Cambé, Apucarana, Arapongas, Rolândia, Nova Esperança e Wencelau Braz. Nestas cidades, o desconto será proporcional aos dias parados e somente para quem foi afetado.

De acordo com a assessoria de imprensa da Sanepar, o percentual das demais cidades ainda será definido. O cálculo será feito pelas gerências regionais das cidades e será proporcional aos dias parados e somente para quem foi afetado. Em Apucarana, 75% da cidade ficou sem água, o que corresponde a cerca de 98 mil pessoas. Em Arapongas, a porcentagem de pessoas afetadas foi de 90%, ou aproximadamente 109 mil moradores. O governo também vai criar um fundo para dar respostas rápidas aos danos causados por desastres naturais que atinjam o Paraná. Richa disse que, até agora, a estimativa de prejuízos das últimas chuvas chega a R$ 100 milhões no Estado. “Quando acontecem situações como essa, não há um fundo específico para atender os municípios. Temos de remanejar recursos do orçamento de outras áreas para atender a situações emergenciais”, explicou. “Com o fundo, teríamos recursos necessários para atender com mais agilidade situações que possam acometer os municípios paranaenses”, afirmou o governador. 

O assunto foi discutido em reunião com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, a vice-governadora Cida Borghetti, o chefe da Casa Militar e coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Adilson Castilho Casitas, e prefeitos dos municípios que sofreram com os impactos das chuvas nas últimas semanas. O prefeito de Arapongas, Antônio José Beffa, acompanhado do secretário de Obras, Pedro de Marco Junior, particou do encontro na Sala de Conselhos da Unicesumar. Segundo padre Beffa o momento é de unir forças e buscar apoio. “Em ação integrada das Secretarias Municipais e Codar já estamos trabalhando para recuperar alguns transtornos. E essa é uma grande oportunidade para expor a situação do município de Arapongas e claro, reivindicar que ações pontuais garantam o bem estar da nossa população”, frisou. Também participaram do encontro prefeitos e representantes dos municípios de Califórnia, Rio Bom, Astorga, Kaloré, Arapongas, Sabáudia e Marilândia do Sul.

Apucarana espera recursos federais 

Na tarde de ontem, outra reunião foi realizada com participação do ministro Gilberto Occhi e prefeitos da região norte do Paraná em Londrina. Acompanhado pelo prefeito Alexandre Kireeff e o coordenador estadual da Defesa Civil, Coronel Castilho, o ministro afirmou que haverá recursos para apoiar a reconstrução das cidades, mas destacou a importância do detalhamento das informações sobre os danos e o preenchimento correto do sistema. 

Ao se avistar com o ministro, o prefeito de Apucarana, Beto Preto fez um breve relato dos danos provocados pelas chuvas excessivas deste início de ano. “O ministro e sua assessoria nos orientaram sobre como proceder para apresentar o relatório de danos, que justifique a decretação de estado de emergência, bem como o plano de trabalho que nos propomos a realizar”, informou Beto Preto. Segundo ele, o relatório já está sendo concluído.

“No caso de Apucarana, além do problema na captação de água, tivemos ainda a perda de oito pontes, danos gerais em ao menos doze estradas rurais, e um grande foco de erosão no distrito de Pirapó”, relatou o prefeito, acrescentando que o prejuízo está sendo estimado em cerca de R$ 10 milhões. “Temos expectativa de que Apucarana seja contemplada com verbas para contratação de horas/máquina, liberação de óleo diesel e recursos para restaurar as pontes destruídas”, anunciou Beto Preto. O evento realizado no auditório da Infraero (Aeroporto de Londrina) reuniu prefeitos de diversas cidades da região, que foram afetadas pelo excesso de chuvas. Também participaram os deputados federais Marcelo Belinati (PP) e Ricardo Barros (PP).

Prefeito Beto Preto ao lado do ministro Gilberto Occhi e do deputado Ricardo Barros | Foto: Divulgação

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 10/12

IZAURA FERREIRA DE ANDRADE, 70 ANOS

ARAPONGAS
CLÁUDIO SILVA, 88 ANOS

IVAIPORÃ
VALDETE CORDEIRO PEREIRA, recém-nascida
MIRIAM PEREIRA DE LIMA, 70 ANOS
CLÓVIS DE ALCÂNTARA BRASIL, 53 ANOS

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MEGA SENA

CONCURSO 1884 · 10/12/2016

01 04 23 32 38 59