Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Com epidemia, hospital de campanha para combate à dengue é instalado em Paranaguá

Loading...

LITORAL DO PARANÁ

Com epidemia, hospital de campanha para combate à dengue é instalado em Paranaguá

Já está em funcionamento o hospital de campanha que vai dar suporte ao atendimento de casos suspeitos de dengue no Pronto Atendimento Municipal 24 horas, em Paranaguá Foto: Kássio Pereira/SESA

Já está em funcionamento o hospital de campanha que vai dar suporte ao atendimento de casos suspeitos de dengue no Pronto Atendimento Municipal (PAM) 24 horas, em Paranaguá, no litoral do Paraná. A estrutura garante melhores condições de assistência aos pacientes, tendo em vista a epidemia de dengue e o aumento na demanda por atendimentos de saúde na cidade. 

Uma das tendas é utilizada para abrigar o serviço de triagem e acolhimento dos casos suspeitos. A outra estrutura recebe pacientes que necessitam de um período de observação e hidratação. O espaço conta com 10 leitos/poltronas de hidratação. 

De acordo com o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, o deslocamento dessas estruturas foi um pedido da prefeitura, a fim de ampliar a capacidade de atendimento na rede pública de saúde. “Paranaguá enfrenta uma situação de epidemia e, para evitar novas mortes, precisamos garantir que os pacientes sejam atendidos de forma adequada e em tempo oportuno”, ressaltou. 

150 CASOS SUSPEITOS/MÊS - Em média, 150 pacientes com suspeita de dengue são recebidos diariamente no Pronto Atendimento Municipal. Nos últimos dias, a recepção do local tem ficado lotada, por conta do alto número de pacientes. “Esperamos que com a instalação dessas estruturas extras, poderemos desafogar um pouco o pronto atendimento”, disse a secretária municipal de Saúde, Sandra Machado. 


A diretora da 1ª Regional de Saúde, Ilda Nagafuti, explica que inicialmente profissionais de saúde do Governo do Estado vão atuar no hospital de campanha. “Trata-se de uma medida emergencial para colocar a estrutura em funcionamento. Já repassamos recursos para a prefeitura contratar profissionais para trabalhar aqui”, afirmou. 

REFERÊNCIA - A intenção é que essa unidade atenda pacientes com suspeita de dengue e que tenham sinais de alarme, como vômito persistente, forte dor abdominal, sonolência/irritabilidade, hemorragias importantes e sangramento nas mucosas. 

NOVO FLUXO - Os casos clássicos (sem sinais de alarme) devem ser acompanhados pelas unidades básicas de saúde. Já os casos graves, que necessitam de atenção especializada, serão encaminhados ao Hospital Regional do Litoral, que conta com suporte de leitos de UTI. 

Desde agosto do ano passado, 561 casos de dengue foram registrados em Paranaguá. Dois pacientes não responderam bem ao tratamento e morreram. Os óbitos aconteceram no início de janeiro.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

APUCARANA 05/12

YOSHIMATSU NIKI, 99 anos

SULINA ANTONIA DA SILVA, 82 anos

JOSE BECEL, 80 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41