Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Paraná registra 1ª morte por dengue

Loading...

EM 2016

Paraná registra 1ª morte por dengue

Monitoramento sobre o surgimento de larvas do Aedes Aegipty é feito com rigor no Paraná - Foto: TNONLINE

A primeira morte por dengue em 2016 no Paraná foi confirmada há pouco, nesta quarta-feira (8) pela Secretária de Saúde (Sesa). A vítima era uma moradora em Paranaguá, Litoral do Estado, cidade em que se foi decretado estado de emergência devido ao mosquito Aedes aegypti.

A Sesa não confirma, mas as informações apuradas dão conta que a vítima seria uma jovem de 26 anos. Durante a tarde desta sexta-feira, novas informações sobre o caso serão divulgados à imprensa.

DENGUE – Até o momento, cinco cidades já estão em situação de epidemia de dengue no Estado: Munhoz de Mello, Santa Isabel do Ivaí, Itambaracá, Guaraci e Paranaguá. Esta é primeira vez que um município do litoral paranaense é considerado epidêmico para a doença. Ao todo, a cidade portuária de Paranaguá registra 491 casos da doença, desde agosto de 2015.

O Governo do Estado, em conjunto com a prefeitura de Paranaguá, realizou no mês de dezembro do ano passado, uma série de ações para intensificar o trabalho de combate ao mosquito em todos os bairros da cidade. Na época, a Secretaria da Saúde inclusive enviou uma equipe de profissionais do interior do Estado para auxiliar a prefeitura nas atividades de bloqueio.

Também foi deslocada à Paranaguá parte da frota de camionetes fumacê do governo estadual, que atuam na aplicação de inseticida contra o mosquito em sua forma alada (adulto). Ainda em dezembro, o Estado destinou R$ 255 mil à prefeitura através do programa VigiaSUS, a fim de dar suporte financeiro ao reforço das ações preventivas contra a dengue. Em todo o Estado, 1.726 casos de dengue já foram confirmados. Segundo informações dos municípios, apenas dois pacientes evoluíram para a forma grave da doença, mas foram curados.

ZIKA E CHIKUNGUNYA – O boletim informativo da Secretaria Estadual da Saúde, divulgado nesta terça-feira (5), traz ainda informações sobre a circulação do zika vírus a partir de agosto do ano passado. Ao todo, foram notificados 30 casos suspeitos no Paraná, sendo que seis já foram descartados por terem diagnóstico laboratorial confirmado para dengue. O restante segue em investigação. Quanto à febre chikungunya, o Paraná registra neste mesmo período apenas um caso confirmado autóctone da doença, ou seja, quando o paciente foi infectado dentro do próprio Estado. Trata-se de um paciente de Mandaguari que já foi tratado e passa bem. Existem ainda outros três casos importados de outros Estados.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MAUÁ DA SERRA 09/12

CLAUDENIR COELHO SOARES, 35 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60