Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Novela do pedágio tem novo capítulo  e rota alternativa é fechada

Loading...

NESTA MANHÃ EM ARAPONGAS

Novela do pedágio tem novo capítulo  e rota alternativa é fechada

máquinas e operários da Prefeitura fecharam um trecho final da Rua Rabilonga-vermelha nesta sexta (14) - Foto: WhatsApp/Reprodução

Após apresentação de proposta da Prefeitura de Arapongas e da concessionária Viapar na quinta-feira (14) de desconto de até 79% sobre o valor da tarifa do pedágio na praça da BR-369 (Rodovia Mello Peixoto) para trabalhadores, estudantes e pessoas em tratamento médico que se deslocam diariamente para Rolândia, Cambé ou Londrina, um novo capítulo ocorre na manhã desta sexta-feira (14). 

De acordo com o movimento Tarifa Zero, máquinas e operários da Prefeitura fecharam um trecho final da Rua Rabilonga-vermelha, ipossibilitando de vez o tráfego de veículos em rota alternativa da praça de pedágio na BR-369. Integrantes do Movimento Tarifa Zero está mobilizados no local e o clima é de impasse novamente.

De acordo com o movimento Tarifa Zero, máquinas da prefeitura fecharam um trecho final da Rua Rabilonga-vermelha, impossibilitando de vez o tráfego de veículos em rota alternativa da praça de pedágio na BR-369. Integrantes do Movimento Tarifa Zero estão mobilizados no local e o clima é de impasse novamente.

Conforme a proposta da prefeitura, por mês, nove mil passagens pelas cancelas terão descontos para moradores da cidade que se enquadrem nas condições estabelecidas.  Serão 74% de desconto para veículos pesados e 79% para veículos leves, o que representa uma média de 300 passagens por dia mais baratas para esses araponguenses. 

Com o acordo, que deverá ser fechado hoje em nova reunião com a diretoria da  concessionária em Maringá, o valor do pedágio para veículos leves cadastrados passará de R$ 8,20 para R$ 1,73. Já para veículos pesados, irá variar de acordo com a categoria do veículo.

O desconto foi discutido ontem de manhã durante reunião entre o prefeito Sérgio Onofre da Silva (PSC) e o diretor de engenharia e operações da Viapar, Jackson Seleme. A negociação começou após manifestações do Movimento Tarifa Zero, que reúne moradores de Arapongas e Rolândia, pedindo a isenção da tarifa do pedágio ou a abertura permanente da Estrada do Ceboleiro, que liga por via rural os dois municípios. 

Segundo Onofre, na reunião de ontem, que foi a quarta realizada com a diretoria da Viapar, a concessionária, inicialmente, sugeriu um desconto tarifário de 50% para veículos de passeio, vans, ônibus e caminhões utilizados diariamente por trabalhadores, estudantes ou pessoas que fazem tratamento de saúde em Rolândia, Cambé ou Londrina. 

“Porém, durante as negociações, conseguimos um desconto maior, de 79% para veículos leves e de 74% para veículos pesados, com até três eixos”, afirma. No caso dos caminhões, o proprietário pode cadastrar no máximo cinco veículos.  O cadastramento deverá começar na próxima segunda-feira na própria prefeitura de Arapongas.

Na avaliação do prefeito, o acordo é positivo para o município. “É o primeiro acordo,  referente ao pedágio, que Arapongas sai ganhando. Acredito, pelos números que nós temos, que o montante de nove mil passagens com descontos por mês será o suficiente para atender as pessoas que usam diariamente esse trecho”, diz. 

Participação do Tarifa Zero
Onofre ressalta ainda que as negociações tiveram a participação do Movimento Tarifa Zero. “Além disso, esse acordo foi feito às claras. Todas as informações e intenções negociadas entre a administração municipal e a Viapar foram repassadas ao Movimento Tarifa Zero, que também pôde apresentar sugestões”, frisa. 

Pacote de obras
Além disso, o prefeito garante que a Viapar irá manter o pacote de obras na ordem de R$ 15 milhões para o município. “Essas obras, inclusive, deverão começar entre agosto e setembro”, espera. Em contrapartida, assim que assinou o acordo, a Prefeitura já tinha se comprometido no sentido de fechar o acesso à Estrada do Ceboleiro pela Rua Rabilonga-Vermelha.


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias