Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Boato sobre ''Baleia Azul" assusta escola em Arapongas 

Loading...

INVESTIGAÇÃO

Boato sobre ''Baleia Azul" assusta escola em Arapongas 

Jogo vem causando espanto e muita preocupação por conta de onda de suicídios. Foto: Divulgaçâo

Apontado pelas autoridades como um mal-entendido, um boato envolvendo a prática do jogo ‘Baleia Azul’ após a fuga de dois estudantes gerou pânico entre pais e alunos do Colégio Estadual Emílio de Menezes ontem em Arapongas. Tudo começou após o desaparecimento de dois estudantes do ensino médio – uma garota de 17 anos e um jovem de 16 - na última segunda-feira. Os dois foram encontrados no dia seguinte.

Porém, o caso sofreu uma reviravolta após um professor gravar um áudio associando de forma antecipada o desaparecimento dos dois com o desafio suicida. O áudio acabou sendo espalhado na terça-feira (18)  através do WhatsApp e chegou ao conhecimento de pais e alunos. Todos os envolvidos foram ouvidos pela Polícia Civil. Na quinta-feira (20), muitos alunos não foram para aula, orientados pelos pais. 

No áudio que circulou nas redes sociais, um professor de Língua Portuguesa e Inglês faz um alerta citando a suposta participação de uma terceira estudante no caso. A garota foi denominada como satanista e “tutora” no jogo. Na onda de boatos, que foram associados ao desafio ‘Baleia Azul’, estaria inclusive a missão de executar professores e alunos do colégio, o que é negado pelos estudantes.

Os adolescentes que fugiram na segunda-feira foram localizados no dia seguinte em Cambé, quando retornavam para Arapongas. Em sua página pessoal no Facebook, a adolescente, que é citada como a “líder” do grupo, fez um desabafo. “Sobre a fuga dos dois alunos do Emílio, quero deixar claro que a única relação que tive com isso foi que eu conhecia ambos, o desaparecimento deles não teve nada com a ‘’Baleia Azul’’ e eu muito menos sou uma das pessoas que dá ordens para as pessoas que jogam isso”, diz trecho do seu depoimento.

Em relação ao áudio do professor, a adolescente, de 17 anos, relata que tudo que é dito é mentira e já recebeu mais de 30 solicitações de amizade e inúmeros mensagens com xingamentos e ameaças por causa do episódio. 

(Leia a matéria completa nas edições digital e impressa da Tribuna do Norte)

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias